Arquivo da categoria: Arte e cultura

notícias relativas à arte e cultura

30 fotos de trabalho infantil entre os anos de 1908 e 1916

Data: Outubro de 1908Local: Virgínia OcidentalDois garotos trabalhando na vidraçaria Lehr.Library of Congress / National Child Labor Committee Collection / Via Library of Congress / National Child Labor Committee Collection

Data: Outubro de 1908

Local: Virgínia Ocidental

Dois garotos trabalhando na vidraçaria Lehr.

Data: Janeiro de 1911Local: Pittston, PensilvâniaMeninos separadores trabalhando na Pennsylvania Coal Co. Uma espécie de capataz às vezes supervisionava os meninos, cutucando ou chutando-os até eles obedecerem.Library of Congress / National Child Labor Committee Collection

Data: Janeiro de 1911

Local: Pittston, Pensilvânia

Meninos separadores trabalhando na Pennsylvania Coal Co. Uma espécie de capataz às vezes supervisionava os meninos, cutucando ou chutando-os até eles obedecerem.

Data: Junho de 1910Local: Seaford, Delaware.A foto mostra Daisy Lanford, uma menina de 8 anos de idade que trabalhava na fábrica de conservas de Ross. Ela ajudava na máquina de tampas, mas não conseguia 'seguir o ritmo'. Ela colocava uma média de 40 tampas em latas por minuto e trabalhava em tempo integral. Essa foi a primeira temporada dela na fábrica de conservas.Library of Congress / National Child Labor Committee Collection / Via Library of Congress / National Child Labor Committee Collection

Data: Junho de 1910

Local: Seaford, Delaware.

A foto mostra Daisy Lanford, uma menina de 8 anos de idade que trabalhava na fábrica de conservas de Ross. Ela ajudava na máquina de tampas, mas não conseguia “seguir o ritmo”. Ela colocava uma média de 40 tampas em latas por minuto e trabalhava em tempo integral. Essa foi a primeira temporada dela na fábrica de conservas.

O impacto dessas imagens do fotógrafo Lewis Hine foi importante na mudança das leis de trabalho infantil nos E.U.A.

Veja todas. Fonte: BuzzFeed

 

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Arte e cultura

28 filmes para o Dia do Trabalhador

28 filmes para o Dia do Trabalhador

por Vanuza Moreira Braga, na História, Memória e Cinema

Em homenagem ao Dia do Trabalhador, selecionamos 28 filmes que oferecem possibilidades de reflexão sobre o mundo do trabalho e podem ser assistidos online. Confira. Fonte: Revista Forum

Deixe um comentário

Arquivado em Arte e cultura

Dia Internacional da Mulher: uma data superada?

Dia Internacional da Mulher: uma data superada?

No filme “As Sufragistas” (2015), que aborda o início da produção industrial, o assédio masculino sobre mulheres subordinadas a sua autoridade no trabalho é fato recorrente. Fotografia: Divulgação/Universal Pictures

Há alguns anos atrás, participando de um debate alusivo à data de 8 de março – Dia Internacional da Mulher – ouvi de outras participantes (uma jornalista e uma psicóloga) a opinião de que a data era coisa superada tendo em vista as grandes conquistas das mulheres nas últimas décadas em todas as esferas da vida.
Conquistas? Que conquistas? Podem assim ser consideradas práticas vigentes ao redor do mundo, tais como o apedrejamento de mulheres por suspeita de adultério, a mutilação genital de meninas e jovens, o casamento obrigatório escolhido pelo pai, a proibição de mostrar o rosto, estudar, escolher uma profissão, andar desacompanhada na rua, dirigir automóvel, ser punida com a morte por desobediência ao marido, a prática recorrente da agressão física, psíquica e sexual dentro da própria família, na defesa masculina da concepção de posse sobre as mulheres, entre tantas outras atrocidades? Continua. Fonte: Democracia e Mundo do Trabalho.

 

Deixe um comentário

Arquivado em Arte e cultura

Documentário: “A morte do trabalhador”

 
Sinopse: A Morte do Trabalhador é um documentário sobre grupos de trabalhadores com profissões miseráveis e perigosas: os “heróis” de Donbass; os “fantasmas” das montanhas de Java; os “leões” nigerianos; os “irmãos” de Gaddani; os operários chineses de olhos postos no “futuro”.

Deixe um comentário

Arquivado em Arte e cultura

Projeto fotográfico tocante registra a escravidão moderna que fingimos não ver

 

Facilmente caímos na tentação de pensar que a nossa liberdade e direitos são coisa garantida, esquecendo que há pessoas para quem isso não passa de um sonho. Lisa Kristine pôs o dedo na ferida de forma extraordinária: documentando a escravidão moderna, aquela que fingimos não saber que existe.

A ativista está há 28 anos retratando culturas indígenas ao redor do mundo, mas foi em 2009 que ‘acordou’ para o problema da escravidão dos nossos dias. A estimativa de que existem mais de 27 milhões de pessoas escravizadas e a sua falta de conhecimento sobre o tema a envergonhavam.

Assim começou sua jornada, que acabou em Modern Day Slavery, uma série cativante e ao mesmo tempo dolorosa. Seja um mineiro no Congo ou um trabalhador de olaria no Nepal, a escravidão existe e tem rostos. Lisa foi conhecê-los. Continua. Fonte: hypeness.com.br

Deixe um comentário

Arquivado em Arte e cultura

De Vargas a Lula, documentário discute a industrialização

Cena do filme 'Um Sonho Intenso'

Longa é dirigido pelo cineasta José Mariani, professor de Cinema e Documentário da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro

O documentário Um sonho intenso lança luz sobre o processo multifacetado, complexo e contraditório, raramente bem compreendido, da industrialização e do nacional-desenvolvimentismo.

Constituído por depoimentos de economistas com visão histórica, foi concebido pelo cineasta José Mariani, professor de Cinema e Documentário da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, a partir de “janelas de conhecimento” surgidas na elaboração de dois outros trabalhos, sobre cientistas brasileiros e o economista Celso Furtado. Abrange o período entre os anos 1930, da Grande Depressão mundial, aniquiladora da economia cafeeira no Brasil, e o momento atual.  Continua. Fonte: Carta Capital.

Deixe um comentário

Arquivado em Arte e cultura

10 Filmes adaptados de obras da literatura brasileira

cidade_de-Deus

Quando o assunto é “o livro virou filme” sempre vem à tona algumas discussões acerca da fidelidade ao texto literário, além do velho comentário de que o livro é melhor que o filme. Mas pensem: ao lermos uma obra, cada um a interpreta de uma maneira diferente, cada um tem suas perspectivas e sensações a respeito daquilo que lê. Além disso, o tempo para a obra cinematográfica é um tanto reduzido, o que não permite reproduzir todos os detalhes de uma narrativa.

A obra literária não é fechada, cabe ao leitor interpretá-la de forma subjetiva, seja consciente ou inconscientemente. O sucesso do texto literário só é obtido quando o leitor adiciona a ele suas experiências de vida, quando traz suas bagagens, isto é, seu conhecimento de mundo. Já dizia João Ubaldo Ribeiro, a respeito do romance, que: “Um romance são tantos romances quantos forem seus leitores”. Portanto, não podemos sempre esperar que um filme acerte em cheio, que seja extremamente fiel ao livro e à nossa interpretação.

Mas vamos ao que interessa. Separamos, hoje, uma modesta lista de obras da literatura brasileira que foram parar nas telas de cinema. Será que vocês já assistiram alguns deles? Confiram. Fonte: HomoLiteratus

 

Deixe um comentário

Arquivado em Arte e cultura, Literatura, Livros, Língua Portuguesa

28 filmes para o Dia do Trabalhador

28 filmes para o Dia do Trabalhador

por Vanuza Moreira Braga, na História, Memória e Cinema

Em homenagem ao Dia do Trabalhador, selecionamos 28 filmes que oferecem possibilidades de reflexão sobre o mundo do trabalho e podem ser assistidos online. Confira. Fonte: Revista Forum

Deixe um comentário

Arquivado em Arte e cultura

Mais de 400 mil obras de arte do Metropolitan Museum para download gratuito

Vincent van Gogh – Shoes (1888)

Uma das principais vantagens que a internet trouxe para os amantes de arte foi o acesso ao acervo em alta definição de boa parte dos principais museus do mundo. E agora chegamos a uma nova fase em que essas instituições estão disponibilizando as obras, que já estão em domínio público, para download de forma gratuita para utilização pessoal. Você pode fazer montagens, imprimir um poster para sua casa, estampar aquela camiseta cheia de personalidade de forma legítima e com alta qualidade. Continua. Fonte: Bibliotecas do Brasil.

Deixe um comentário

Arquivado em Arte e cultura

Música e literatura: 5 álbuns influenciados por escritores

Lou ReedThe Raven, Lou Reed (2003)

O escritor inspira o músico, tal como a música inspira o escritor. São campos artísticos distintos, mas nem por isso se distanciam. Não é incomum ver referências literárias no campo musical e vice-versa. Abaixo, cinco álbuns influenciados pela literatura. Ouça (e leia) sem moderação. Veja na fonte: HomoLiteratus

Deixe um comentário

Arquivado em Arte e cultura

As 100 cenas mais marcantes da história do cinema em 5 minutos

O CineFix, canal do YouTube especializado em cinema, criou uma montagem incrível em que se propôs a reunir as 100 cenas mais marcantes do cinema de todos os tempos. Pode-se dizer que essa não é uma tarefa fácil e que o resultado pode gerar muita discussão. Mas a seleção do canal foi bem feita e, mesmo que haja uma discordância aqui ou ali, no geral, muita coisa boa foi lembrada. Ao dar o play é inevitável não morrer de vontade de rever alguns clássicos. Acesse. Fonte: Catraca Livre.

Deixe um comentário

Arquivado em Arte e cultura

Filme: Vidas Secas, de Nélson Pereira dos Santos

Em 1941, pressionados pela seca, uma família de retirantes composta por Fabiano, Sinhá Vitória, o menino mais velho, o menino mais novo e a cachorra Baleia, atravessa o sertão em busca de meios para sobreviver. Seguindo um rio seco, eles chegam a um casebre abandonado nas terras do fazendeiro Miguel, quando em seguida há uma chuva. Com a recuperação dos pastos, o proprietário retorna com o gado, e a princípio os repele, mas Fabiano diz que é vaqueiro e que a família pode ajudar em vários serviços, então são aceitos. A família tem esperança de prosperar, Sinha Vitória sonha com uma cama com colchão de couro e Fabiano em ter seu próprio gado. Mas, ao final do primeiro ano de muito trabalho e dificuldades, perceberão que apesar de tudo, a miséria da família persiste e nova seca está para assolar novamente o sertão.

Deixe um comentário

Arquivado em Arte e cultura

A obra completa de Mozart para download

Wolfgang Amadeus Mozart

O site Mozart Weltweit disponibilizou para download legal e para audição on-line, toda a obra do compositor austríaco Wolfgang Amadeus Mozart, composta por cerca de 700 peças, totalizando mais de 180 horas de música. Mozart foi o mais importante e prolífico compositor do período clássico. Suas obras são referenciais na música sinfônica, concertante, operística, coral, pianística e de câmara. Mozart compôs o primeiro concerto aos 11 anos de idade e o último em 1791, ano de sua morte, aos 35 anos.

Entre suas obras estão 41 sinfonias; 19 missas (incluindo o Requiem); 27 concertos para piano; concertos para trompas, flauta, oboé, clarineta, fagote e harpa, 12 árias de concerto; 13 serenatas; 50 canções para voz e piano e 24 óperas, com destaque para “A Flauta Mágica” “Idomeneo”, “Don Giovanni” “O Rapto do Serralho” “Cosi Fan Tutte” e “As Bodas de Fígaro”. Para fazer o Download basta clicar sobre a opção desejada, com o botão direto do mouse pressionado, e mandar salvar.

Clique no link para acessar:  A obra completa de Mozart para download Fonte: Revista Bula.

2 Comentários

Arquivado em Arte e cultura

Biblioteca do Congresso dos EUA elege 25 clássicos do cinema americano a serem preservados

Pulp Fiction“Filmes mais antigos correm o risco de se perder, então devemos protegê-los para garantir a permanência da herança criativa e cinematográfica do país”, diz James Billington, um dos responsáveis pela biblioteca. “Esta lista de 25 filmes demonstra a vitalidade e a diversidade extremas do nosso cinema.”

A Biblioteca do Congresso dos EUA incluiu mais 25 filmes no National Film Registry. A seleção é composta de produções consideradas fundamentais na história do cinema do país – e que, portanto, devem ser preservados pelo governo.

“Filmes mais antigos correm o risco de se perder, então devemos protegê-los para garantir a permanência da herança criativa e cinematográfica do país”, diz James Billington, um dos responsáveis pela biblioteca. “Esta lista de 25 filmes demonstra a vitalidade e a diversidade extremas do nosso cinema.”

Na lista, estão clássicos como Pulp Fiction, de Quentin Tarantino; Mary Poppins, de Robert Stevenson; Os Eleitos, de Philip Kauffman; Gilda, de Charles Vidor; Quem Tem Medo de Virginia Woolf?, de Mike Nichols; e Sete Homens e um Destino, western de John Sturges.

Entre as produções menos conhecidas estão Daughter of Dawn, de 1920, a primeira a contar com um elenco completamente formado por indígenas; Ella Cinders, de Alfred Green, de 1926; Decasia, de Bill Morrison, lançado em 2002; e Idade Perigosa, de William Wellman, de 1933. Outros destaques da lista são o documentário Roger e Eu, de Michael Moore (1994), e O Homem Tranquilo, com John Wayne (1952).

>> Veja a relação completa Fonte: Blog do CRB6 e Estadão.

Deixe um comentário

Arquivado em Arte e cultura

Museu Metropolitano de Arte de Nova Iorque disponibiliza quase 400 mil obras para dowloads

Se você sempre quis um quadro na sua sala de estar com o trabalho de grandes artistas agora é a sua chance. O Metropolitan Museum of Art (Museu Metropolitano de Arte), localizado na cidade de Nova Iorque, Estados Unidos, este mês lançou 394 mil imagens em alta resolução para o público. Os visitantes do site metmuseum.org podem classificar as imagens por artista, localização, época etc. Os downloads das imagens podem ser realizados em pelo menos 10 megapixels de tamanho.

A coleção do museu é uma das mais extensas do mundo, com mais de 500 obras de Picasso disponíveis para download, juntamente com dezenas de pinturas de Monet, Van Gogh e Degas. Além de pintores europeus, a coleção inclui também fotografias de Aztec, escultura gregas e caligrafias em chinês.

MAIS DE 500 OBRAS DE PICASSO AGORA SÃO SUAS

Museus têm sido tradicionalmente resistentes a reproduzir sua coleção, apresentando preocupações com a falsificação, perda de receita, além de diminuir o valor dos originais através de merchandising barato. O museu Smithsonian, nos Estados Unidos, tem mais de 1,2 milhões de imagens, filmes e clips de áudio disponíveis online, mas muitos são postados em baixa resolução para não incentivar o uso comercial. No entanto, como a proliferação de locais e empreendimentos, como o de compartilhamento de imagens no Google Art Project, mais cópias digitais de obras de arte estão disponíveis na web. Assim, os museus estão começando a fornecer suas próprias imagens de alta qualidade para lutar contra as réplicas de baixa resolução.

As imagens do Metropolitan Museum of Art são destinados à estudantes, educadores, pesquisadores e criadores de conteúdo não-comercial. Aqueles que querem usar uma das imagens do MMA por razões comerciais ainda terá de licenciá-los a partir do museu. Ainda assim, nunca houve um melhor momento para baixar um novo papel de parede para o seu computador ou para a parede de seu apartamento.

Confira a coleção completa aqui. Fonte: Biblioo.

Deixe um comentário

Arquivado em Arte e cultura