Arquivo da tag: jornalismo

Abertas as inscrições para o Prêmio MPT de Jornalismo

Premiação é a maior e a mais importante dedicada à valorização de reportagens sobre a investigação e a denúncia de irregularidades trabalhistas

Brasília –  Estão abertas as inscrições para a 4ª edição do Prêmio MPT de Jornalismo. Jornalistas, repórteres fotográficos, repórteres cinematográficos e universitários de todo o país podem inscrever, até o dia 5 de maio, matérias e imagens que destacam a investigação e a denúncia de irregularidades trabalhistas. São oito categorias em disputa: jornal impresso, revista impressa, radiojornalismo, telejornalismo, webjornalismo, fotojornalismo, universitário e repórter cinematográfico. Serão consideradas válidas as reportagens veiculadas entre 2 de maio de 2016 e de 5 maio de 2017.

Ao todo, serão distribuídos R$ 400 mil em prêmios: R$ 5 mil para cada categoria regional, categorias nacionais R$ 10 mil e R$ 15 mil, conforme a categoria, além de dois prêmios especiais – Fraudes Trabalhistas e MPT de Jornalismo (R$ 45 mil cada). As inscrições devem ser realizadas no site premiomptdejornalismo.com.br, onde estão disponíveis o regulamento completo, notícias e outras informações.

Prêmio – Criado em 2014 pelo Ministério Público do Trabalho, o Prêmio MPT de Jornalismo já reconheceu mais de duas mil reportagens publicadas em jornais impressos, televisão, rádio, internet e universidades de todo o país. A cada ano, o concurso amplia o alcance de denúncias de veículos regionais, unindo diferentes mídias dedicadas a informar à sociedade sobre a proteção de direitos diante de ilegalidades, como o trabalho escravo, o trabalho infantil, a discriminação, as fraudes, as práticas antissindicais e o desrespeito à saúde do trabalhador e à segurança no trabalho.

Os recursos financeiros vêm do acordo judicial na Ação Civil Pública nº 1.040/2012, da 11ª Vara do Trabalho de Recife. Por meio dela, a atuação do Ministério Público do Trabalho ajudou a corrigir sérias fraudes trabalhistas cometidas por uma empresa multinacional.

Mais informações no site oficial do prêmio (premiomptdejornalismo.com.br) e na página oficial do Facebook (facebook.com/premiomptdejornalismo).

Fonte: Portal do MPT

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias gerais

Prêmio MPT de Jornalismo: repórter cinematográfico

As reportagens deverão ser destacadas do programa da TV ou Website. O tempo máximo de duração das reportagens é de 60 minutos. O candidato deve enviar o trabalho nas extensões: .wmv, .mp4, .dvd e .avi. Caso o trabalho esteja publicado on-line, deve ser informado o endereço e mantê-lo disponível durante o processo de julgamento. Outra opção é publicar a reportagem no YouTube ou em plataforma similar e indicar o endereço no campo destinado para este fim no formulário de inscrições. Inscreva-se: http://premiomptdejornalismo.com.br/inscricao/

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias gerais

Documento Suape 2015 trata dos impactos sociais e econômicos da construção da Refinaria Abreu e Lima em Pernambuco (Prêmio MPT de Jornalismo)

O caderno especial finalista do Prêmio MPT de Jornalismo na categoria jornal impresso, Documento Suape 2015, trata dos impactos sociais e econômicos da construção da Refinaria Abreu e Lima em Pernambuco. O projeto transformou os municípios de Ipojuca e Cabo de Santo Agostinho em um canteiro de obras com 42 mil trabalhadores. Contudo, as empreiteiras envolvidas são investigadas na Operação Lava-Jato e deixaram um rastro de desemprego e desrespeito aos direitos trabalhistas. As reportagens do Jornal do Commercio são assinadas pelas jornalistas Adriana Guarda e Emídia Felipe. http://especiais.jconline.ne10.uol.com.br/documento-suape-…/

Deixe um comentário

Arquivado em Artigos e entrevistas

Terceirização. Avanço ou retrocesso (Prêmio MPT de Jornalismo)

A regulamentação do trabalho terceirizado no país tem sido discutida como forma de garantir melhores condições de trabalho. Mas a terceirização em todos os níveis é o caminho para o desenvolvimento? Em Terceirização: Avanço ou retrocesso, a jornalista Paula Groba mostra os detalhes da proposta que está em discussão no Congresso Nacional. Ouça na Rádio Senado a reportagem finalista do Prêmio MPT de Jornalismo na categoria radiojornalismo: http://www12.senado.leg.br/…/terceirizacao.-avanco-ou-retro…

Deixe um comentário

Arquivado em Artigos e entrevistas

Retratos da escravidão (Prémio MPT de Jornalismo)

Desde 1995, o Grupo Especial de Fiscalização Móvel (GEFM) libertou 972 trabalhadores em condições de trabalho análogas às de escravo no Rio Grande do Sul. O município de Bom Jesus lidera a lista com maior número de vítimas aliciadas. Finalista do Prêmio MPT de Jornalismo na categoria universitário, Retratos da Escravidão, publicada no portal Hipermídia da Universidade de Santa Cruz do Sul, mostra em texto, fotografia, infografia e vídeo, as iniciativas que visam a erradicar esse mal. O trabalho é assinado pelo estudante Régis de Oliveira Júnior. www.retratosdaescravidao.com.br

Deixe um comentário

Arquivado em Artigos e entrevistas

O trabalho escravo infantil na produção de castanhas de caju (Prêmio MPT de Jornalismo)

A reportagem Identidades Apagadas denuncia um crime que envolve meio milhão de crianças e adolescentes brasileiros: a extração da castanha de caju na região Nordeste. Daniel Motta, Jorge Talmon, Renê Batista, Fabiana Lopes, Ana Haertel e Leopoldo de Moraes foram aos estados de Pernambuco e Rio Grande do Norte mostrar que, entre inúmeros males, esse tipo de exploração faz com que os jovens percam literalmente suas impressões digitais. Assista à reportagem exibida na TV Record e finalista do Prêmio MPT de Jornalismo na categoria telejornalismo: https://www.youtube.com/watch?v=2wZMYfIP6Tw

 

Deixe um comentário

Arquivado em Artigos e entrevistas

“Piaçabeiros e Piabeiros, às margens do rio Negro e das leis trabalhistas”

Foto: Em tempo

Piaçabeiros e Piabeiros, às margens do rio Negro e das leis trabalhistas desmistifica a visão poética sobre o extrativismo das fibras de piaçava. A reportagem, publicada no Em Tempo Online, mostra homens e mulheres da região do médio Rio Negro, ao norte do estado do Amazonas, que ainda trabalham em situações análogas às de escravo, sendo reféns dos atravessadores e ganhando a menor parte de um negócio que gera milhões de reais. O trabalho do jornalista Emerson Quaresma é finalista do Prêmio MPT de Jornalismo na categoria jornal impresso, assim como as imagens registradas por Ricardo Oliveira, que são finalistas na categoria fotojornalismo:
https://issuu.com/amazo…/…/especial_medio_rio_negro-27-03-16 ‪#‎finalistasMPT‬

Deixe um comentário

Arquivado em Artigos e entrevistas

Prêmio MPT de Jornalismo 2016 divulga finalistas

Brasília – Mais de trinta trabalhos jornalísticos, de todas as regiões do país, são finalistas do Prêmio MPT de Jornalismo 2016. A premiação ocorrerá em 1º de setembro, em cerimônia em Brasília, quando serão conhecidos os vencedores regionais e nacionais por categoria. Ao todo o prêmio distribui quase R$ 400 mil em oito categorias e dois prêmios especiais. Aproximadamente 400 trabalhos jornalísticos se inscreveram nesta terceira edição.

Os trabalhos selecionados foram avaliados em cinco etapas regionais e uma nacional e concorreram nas categorias jornal impresso, revista impressa, radiojornalismo, telejornalismo, webjornalismo, fotojornalismo, universitário e repórter cinematográfico. Na etapa nacional ainda foram escolhidos os ganhadores dos prêmios especiais Fraudes Trabalhistas e MPT de Jornalismo.

As reportagens abrangeram os temas fraudes nas relações de trabalho; trabalho escravo contemporâneo; trabalho infantil; discriminação de gênero, cor e pessoas com deficiência; meio ambiente do trabalho; promoção da liberdade sindical; trabalho portuário e aquaviário; e irregularidades trabalhistas na administração pública.

Os trabalhos inscritos foram publicados em veículos de todo o país, entre 2 de maio de 2015 e 13 de maio de 2016.
Conheça os finalistas. Fonte: Portal do MPT.

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias gerais

Escravos da moda: os bastidores nada bonitos da indústria fashion

 (Foto: Marcio Rodrigues)

As primeiras denúncias sobre as condições de trabalho nas confecções das grandes marcas começaram a aparecer há mais de 20 anos. Mesmo assim, mais de 80 bilhões de peças de roupas são vendidas mundo afora graças a uma fórmula que combina o consumo desenfreado e a exploração de mão de obra. Em Escravos da moda: os bastidores nada bonitos da indústria fashion, o jornalista Thiago Tanji faz um raio X desse problema. A reportagem publicada na Revista Galileu é finalista do Prêmio MPT de Jornalismo na categoria revista impressa. Confira: http://revistagalileu.globo.com/…/escravos-da-moda-os-basti…

Deixe um comentário

Arquivado em Artigos e entrevistas

Prêmio MPT jornalismo: tutorial de inscrição

ÍndiceDúvidas na hora de se inscrever no Prêmio MPT de Jornalismo? Está no ar um videotutorial que ensina o passo a passo das inscrições. Confira: https://www.youtube.com/watch?v=XeQb72Iku94&feature=youtu.be

Deixe um comentário

Arquivado em Literatura, Livros, Língua Portuguesa

Prêmio MPT de Jornalismo 2016

Cada participante pode inscrever até três trabalhos no Prêmio MPT de Jornalismo. Saiba mais acessando o regulamento completo no site: http://premiomptdejornalismo.com.br/regulamento/

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias gerais

Inscrições abertas para o Prêmio MPT de Jornalismo 2016

Premiação realizada pelo Ministério Público do Trabalho está em sua terceira edição e distribuirá R$ 400 mil em oito categorias e dois prêmios especiais
Brasília (DF), 25/01/2016 – Estão abertas, de 25 de janeiro e 6 de maio, as inscrições para a edição 2016 do Prêmio MPT de Jornalismo. Podem participar jornalistas, fotógrafos, repórteres cinematográficos e estudantes de jornalismo em oito categorias: jornal impresso, revista impressa, radiojornalismo, telejornalismo, webjornalismo, fotojornalismo, universitário e repórter cinematográfico. As inscrições devem ser feitas exclusivamente pelo site www.premiomptdejornalismo.com.br e serão encerradas às 18 horas do dia 6 de maio. Podem concorrer reportagens publicadas em veículos de comunicação de todo o país no período de 2 de maio de 2015 a 6 de maio de 2016.
O Prêmio MPT de Jornalismo está em sua terceira edição e valoriza matérias jornalísticas dedicadas à investigação e à denúncia de irregularidades trabalhistas. Ao todo, a premiação distribuirá até R$ 400 mil em prêmios regionais (R$ 5 mil cada categoria), nacionais (R$ 10 e 15 mil, conforme a categoria), além de dois prêmios especiais: Fraudes Trabalhistas e MPT de Jornalismo (R$ 45 mil cada).
Os recursos financeiros para o prêmio resultam de acordo judicial na ação civil pública nº 1040/2012 – 11ª Vara do Trabalho de Recife.
Para conhecer o regulamento completo da premiação e acompanhar as novidades, basta acessar o site oficial www.premiomptdejornalismo.com.br ou curtir a página do prêmio no Facebook, no endereço: www.facebook.com/premiomptdejornalismo.
*Fonte: Ascom – PGT

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias gerais

TRT-RN premia jornalistas e estudantes com o 2º Prêmio de Jornalismo Trabalho Seguro

https://i0.wp.com/www.trt21.jus.br/Asp/Noticia/MostraImagem.ASP

Na última sexta-feira (27), durante o 3º Seminário de Regional sobre Saúde e Segurança do Trabalho promovido pelo Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região (TRT-RN), houve a divulgação e certificação dos jornalistas que participaram do 2ª Prêmio de Jornalismo Trabalho Seguro-RN.

Foram premiados profissionais que atuam no jornalismo impresso e na internet, além de um grupo de estudantes de Mossoró.

Jalmir Oliveira, jornalista do Novo Jornal, foi premiado com a matéria “A construção da Morte” que foi publicada no dia 15 de outubro deste ano e trata do elevado número de óbitos de operários e de trabalhadores da construção civil.

Na categoria internet, o premiado foi o jornalista Esdras Marchezan com a matéria ”Bravos: a vida dos cortadores de palha de carnaúba” que trata do dia a dia dos trabalhadores que atuam na extração de palha e na produção de pó e cera de carnaúba no Rio Grande do Norte.

A matéria revelou que muitos deles não têm garantias trabalhistas e passam até 15 dias dentro dos carnaubais em condições insalubres.

Ainda da matéria ”Bravos: a vida dos cortadores de palha de carnaúba” saiu o vencedor na categoria Fotografia, Jean Souza Lopes. Acompanhando o colega Esdras Marchezan, Jean Lopes registrou os trabalhadores nos carnaubais em momentos marcantes do dia a dia da atividade.

Na categoria Estudante, ganharam o prêmio os alunos de Jornalismo da UERN, Alexandre Fonseca, Jessica Mafra e Isaiana Santos. Sob a orientação do professor e jornalista Esdras Marchezan, os estudantes produziram um Minidoc ”Barro: a vida moldada pelas mãos do homem” que mostra a produção de cerâmica no Vale do Açú moldada por histórias de desvalorização e falta de condições de trabalho.

O 2º Prêmio de Jornalismo Trabalho Seguro-RN é uma iniciativa do Grupo Gestor do Programa Trabalho Seguro no Rio Grande do Norte que é composto pelos juízes do trabalho Simone Jalil e Alexandre Érico, com objetivo de incentivar a divulgação de notícias sobre saúde e segurança do trabalho, bem como para a conscientização de trabalhadores e empresas.

Fonte: Ascom – TRT/21ª Região

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias

TRT-RN: Inscrições para o 2º Prêmio de Jornalismo Trabalho Seguro-RN seguem até o dia 22

O Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região (TRT-RN) segue com as inscrições abertas para 2º Prêmio de Jornalismo Trabalho Seguro-RN que vai premiar reportagens ou séries de reportagens que trataram do tema saúde e segurança no ambiente de trabalho nas áreas de TV, impresso (jornal e revista), rádio e internet, fotografia e estudante no período de 15 de outubro de 2014 a 15 de outubro de 2015.

As inscrições serão realizadas até o dia 22 de outubro mediante preenchimento de ficha de inscrição disponível no site do TRT-RN (www.trt21.jus.br), a qual deverá ser anexado o arquivo digital do trabalho concorrente, em formato compatível, devendo estar visíveis no material enviado o nome do veículo, a data na qual foi publicado e o crédito ao seu(s) autor(es).

Os trabalhos vencedores receberão, a título de prêmio, valores brutos de 4 mil reais nas categorias Televisão e Impresso, 3 mil reais na categoria Rádio e Internet, 2 mil na categoria Fotografia e 1 mil reais na categoria Estudante.

De acordo com o regulamento, cada jornalista poderá inscrever 2 (dois) trabalhos, no máximo, que concorrerão automaticamente a todos os prêmios previstos e, para cada trabalho deverá ser preenchida uma ficha de inscrição. Os trabalhos fotográficos deverão ter os arquivos digitais igualmente anexados à ficha de inscrição, além de cópia digital da página onde a foto houver sido publicada.

Ainda segundo o regulamento, serão colocados em julgamento apenas os trabalhos escritos em Língua Portuguesa e publicados em revista ou jornal brasileiros, com sede no país.

Não poderá existir diferença entre o material publicado e aquele remetido para inscrição. Só serão considerados os trabalhos fotográficos que contenham elementos de informação jornalística. Não serão colocados em julgamento ensaios fotográficos, trabalhos de importância meramente técnica ou artística, ou ainda fotos que não tenham sido objeto de publicação ou não guardem relação com o objeto do PROGRAMA TRABALHO SEGURO (http://www.tst.jus.br/web/trabalhoseguro/inicio).

Os vencedores serão divulgados pela Seção de Comunicação Social do TRT-RN e a premiação ocorrerá na segunda quinzena de novembro, em data a ser definida pela organização do concurso.

Para mais informações sobre o regulamento, acesse:

http://www.trt21.jus.br/SCS/Publicidade/Premio/2015/Regulamento_2015.pdf

A ficha de inscrição pode ser encontrada no endereço:

http://www.trt21.jus.br/SCS/Publicidade/Premio/2015/Ficha-de-Inscricao.pdf

Fonte: Ascom – TRT/21ª Região

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias gerais

Prêmio MPT de Jornalismo: “Silenciados – A violência contra o jornalista no Brasil”

Capa jornalista apanhando

Os estudantes de jornalismo da Universidade Anhembi Morumbi: Priscila dos Santos Pacheco, Bianca Amorim Marques Bento, Laura Rodrigues Dourado, Marcela Valente Haun, Marcos Mortari Araujo Correa, Patricia Allerberger, Renata Lima Simond e Janahina Rodrigues Sobral foram os vencedores nacionais do Prêmio MPT de Jornalismo na categoria Universitário. Com o especial multimídia “Silenciados – A violência contra o jornalista no Brasil” eles buscaram compreender as causas dos altos índices de violência contra jornalistas no Brasil. “Falar desse tema é importante porque parece que ele só discutido quando acontece uma tragédia, como no caso do cinegrafista Santiago Andrade”, disse na cerimônia de premiação a estudante Renata Lima. “O mais especial é o quanto essa matéria teve repercussão para gente. Vários veículos de imprensa a replicaram, fomos convidados a participar de congressos de jornalismo e agora estamos aqui conquistando esse prêmio”, acrescentou Marcos Mortari. Reveja o trabalho vencedor: www.silenciados.com.br.

Deixe um comentário

Arquivado em Artigos e entrevistas