O trabalho escravo infantil na produção de castanhas de caju (Prêmio MPT de Jornalismo)

A reportagem Identidades Apagadas denuncia um crime que envolve meio milhão de crianças e adolescentes brasileiros: a extração da castanha de caju na região Nordeste. Daniel Motta, Jorge Talmon, Renê Batista, Fabiana Lopes, Ana Haertel e Leopoldo de Moraes foram aos estados de Pernambuco e Rio Grande do Norte mostrar que, entre inúmeros males, esse tipo de exploração faz com que os jovens percam literalmente suas impressões digitais. Assista à reportagem exibida na TV Record e finalista do Prêmio MPT de Jornalismo na categoria telejornalismo: https://www.youtube.com/watch?v=2wZMYfIP6Tw

 

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Artigos e entrevistas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s