Retratos da escravidão (Prémio MPT de Jornalismo)

Desde 1995, o Grupo Especial de Fiscalização Móvel (GEFM) libertou 972 trabalhadores em condições de trabalho análogas às de escravo no Rio Grande do Sul. O município de Bom Jesus lidera a lista com maior número de vítimas aliciadas. Finalista do Prêmio MPT de Jornalismo na categoria universitário, Retratos da Escravidão, publicada no portal Hipermídia da Universidade de Santa Cruz do Sul, mostra em texto, fotografia, infografia e vídeo, as iniciativas que visam a erradicar esse mal. O trabalho é assinado pelo estudante Régis de Oliveira Júnior. www.retratosdaescravidao.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Artigos e entrevistas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s