Arquivo da tag: revista pessoal do empregado

O empregador pode revistar os pertences do empregado?

 

Muitos trabalhadores passam diariamente pelo desconforto de ter pertences e objetos pessoais revistados na entrada ou na saída do trabalho. Os procedimentos de revista são comuns para evitar furtos e para garantir mais segurança no ambiente laboral.

Ouça: http://bit.ly/1NJUdId

soundcloud.com|Por tst_oficial

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias gerais

Zara Brasil Ltda está proibida de fazer revista nas bolsas e mochilas dos empregados

O Ministério Público do Trabalho em Santa Catariana obteve, na 5ª Vara do Trabalho de Florianópolis, liminar que proíbe a Zara Brasil de revistar bolsas, mochilas e armários pessoais de empregados na saída para os intervalos e no final do expediente de trabalho. Em caso de descumprimento, será cobrada multa diária de R$ 30 mil, até o limite de R$ 500 mil, por funcionário submetido à prática. Cabe recurso da decisão ao Tribunal Regional do Trabalho no estado. Na ação, o MPT pede ainda a condenação da loja em R$ 2,7 milhões por danos morais coletivos. Veja na fonte: PRT/12.

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias jurisprudenciais

Dança motivacional: empregado que tinha de rebolar na frente de clientes será indenizado

Uma empresa não pode forçar seus funcionários a dançarem para motivá-los. Este foi o entendimento da juíza Thais Bernardes Camilo Rocha, da 3ª Vara do Trabalho de Brasília, ao condenar o Walmart a pagar indenização de R$ 18 mil a um empregado.

De acordo com os autos, o trabalhador afirmou que era obrigado a fazer uma dança motivacional, que consistia em cantar o hino da empresa, rebolar e movimentar os braços para cima e para baixo na frente dos clientes da loja onde ele atuava.

Na reclamação, o repositor informou ainda que se sentia exposto por uma câmera de segurança instalada no vestiário dos funcionários, além de se sentir constrangido por sofrer revista diária em sua bolsa no final do expediente. Continua. Fonte: Conjur.

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias

Revista de bolsas na Renner não dá direito a indenização por danos morais

Um empregado das Lojas Renner S.A., indignado com a revista de seus objetos pessoais pela empresa, não obteve êxito no Tribunal Superior do Trabalho em sua pretensão de ser indenizado por danos morais. A Sétima Turma do TST, ao examinar recurso de revista interposto pela rede de lojas, considerou regular a prática, já que durante os procedimentos não houve abuso de direito por parte da empresa.

No julgamento, o relator, ministro Pedro Paulo Manus, destacou que a atual jurisprudência do TST considera que a revista visual de objetos pessoais não ofende a dignidade dos empregados quando realizada de forma impessoal e indiscriminada. Segundo ele, se executada desse modo a verificação não pode ser considerada ilícita, uma vez que decorre dos poderes de direção e de fiscalização do empregador. Fonte: TST. veja mais

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias jurisprudenciais