Arquivo da tag: livro

Por que ainda hoje, em 2015, não conseguimos criar um grande público leitor em nosso país?

41cf80e46e80615941bcdd402768397apor José Figueiredo

No dia 31 de março desse ano o Jornal da Globo trouxe uma matéria na qual revelava uma assustadora realidade do nosso país: sete a cada dez brasileiros não leram um único livro no ano passado. Isso mesmo, 70% da população do nosso país simplesmente não abriu um único volume que fosse para folheá-lo. Em grandes cifras, dos 202.000.000 (duzentos e dois milhões) de brasileiros (estimativa feita no começo do ano) apenas 60.600.000 (sessenta milhões e seiscentos mil) cultivaram o velho hábito da leitura. Pode parecer grande a última cifra, mas quem assim o faz ignora sumariamente as outras 141.400.00 (cento e quarenta milhões e quatrocentos mil) pessoas que simplesmente não leram, seja qual for o motivo.

Em outras áreas das artes os números também não foram lá grande coisa, ficando muito abaixo da média.

Na matéria, que pode ser vista no link, os principais motivos apontados para esses baixos números são causados devido aos altos valores dos livros e à crise econômica que assola a nação.

Mas será que é esse o fato de termos um público leitor tão baixo? Por que o brasileiro lê tão pouco?

Uma possibilidade de resposta surge, a meu ver, no próprio vídeo. Aos quarenta e cinco segundos da matéria, surge um homem sendo entrevistado. Perguntado por que não leu um único livro no ano passado, sua resposta foi “porque deixei passar”. Ele afirma que não foi por falta de interesse, mas simplesmente “deixou passar”.

Uma verdade que pode parecer grosseira, e talvez seja em um primeiro momento, pode ser a causa desse mal nacional: a preguiça, pura e simplesmente a preguiça que toma conta da nossa gente. Aqui não faço distinção de credo, raça, cor, classe social e nível de escolaridade, pois todos, dos homens pompudos de terno que se orgulham de pôr nos seus currículos os MBAs aos mais simples cidadãos, passando inclusive por muitos professores, até os de literatura, do Brasil não gostam de abrir um livro. Continua. Fonte: Homoliteratus

 

Deixe um comentário

Arquivado em Literatura, Livros, Língua Portuguesa

Projeto incentiva a troca de livros em espaços públicos de Fortaleza

Ninho de Livro (Foto: Divulgação)O ‘Ninho de Livro’, fixado diferentes pontos da cidade, incentiva leitura e a troca de livros em espaços públicos. (Foto: Divulgação)

Com origem no Rio de Janeiro, o projeto ‘Ninho de Livro’ chega a Fortaleza, com a proposta de implantar dez casinhas com livros, fixadas em vários pontos da cidade. A ideia sugere que cada pessoa possa pegar um livro e deixar outro ali dentro. O primeiro ‘ninho’ será instalado sexta-feira (31), na Avenida Santos Dumont, em frente ao Shopping Del Paseo, às 16h.

O projeto tem como conceito “Um espaço para que seus livros possam voltar a voar por aí” com o objetivo de incentivar a leitura e ocupação de espaços da cidade, além de estimular a boa convivência entre os moradores dos bairros que receberão o ‘ninho’. Segundo as idealizadoras Myrtes Mattos e Renata Tasca, a ideia é que, em breve, os ninhos estejam em todo o estado do Ceará. Continua. Fonte: G1 Ceará

 

Deixe um comentário

Arquivado em Ciência da Informação: Biblioteconomia e arquivologia

Projeto cultural ‘Navegando e Lendo’ disponibiliza livros para leitura em barcos no AM

O  estudante Kilderi Braga, de 13 anos, que estava a bordo da embarcação “Almirante Azevedo”, um dos 10 barcos que possuem uma prateleira do projetoO estudante Kilderi Braga, de 13 anos, que estava a bordo da embarcação “Almirante Azevedo”, um dos 10 barcos que possuem uma prateleira do projeto

Uma concepção pioneira que está em busca de ampliar o seu alcance. Assim, o projeto cultural “Navegando e Lendo”, que disponibiliza livros de literatura em barcos regionais que fazem viagens pelo interior do Amazonas, busca apoio para criar uma biblioteca pública na comunidade Santa Cruz, no bairro de Flores, na Zona Centro-Sul.

O primeiro passo já foi dado. Mais de 7 mil livros de gêneros diversos estão guardados em um sala da Igreja Católica Bom Pastor, que funciona no bairro. No entanto, o espaço pequeno e a falta de um local adequado para guardar cada unidade está deixando o criador do projeto, Jorge Klein, preocupado.

“Eu queria deixar esses livros em um local mais acessível para que crianças e adolescentes pudessem ler, mas aqui não temos condições. Estamos em buscar de um contêiner para viabilizar a biblioteca pública”, afirma o mentor do projeto. Klein conta que a ideia iniciou por ser um apaixonado pela leitura e por acreditar que os livros podem proporcionar mudanças na vida de uma pessoa. Continua. Fonte: A crítica.

Deixe um comentário

Arquivado em Literatura, Livros, Língua Portuguesa

A menina que doa livros

giovanna-livros

Quer uma boa leitura de graça? Basta procurar Giovanna Pampolin no Minhocão

Perdido num lugar distante de tudo, um homem se abriga na casa de uma família simpática e diferente. Essa gente tem um hábito esquisito: sair todas as noites para buscar o dia. Quando passa de novo por ali, o homem leva um presente que muda a rotina daquelas pessoas…”

Na infância, o fotógrafo Paulo Pampolin adorava esta história de Edy Lima, “A gente que ia buscar o dia”, contada pela mãe. O livro se perdeu, mas Pampolin guardou a fábula na cabeça e, a seu modo, passou a recontá-la para embalar os sonhos da filha Giovanna, hoje com 9 anos. Tal era a conexão entre pai e filha que Patrícia, atual mulher de Pampolin e madastra de Gigi, decidiu procurar um exemplar da obra nos sebos de São Paulo. Lima repousa atualmente nas estantes da família e é um dos raros livros aos quais a menina se apega. Os demais ela faz questão de compartilhar, depois de lidos, obviamente, com quem quiser. Quase todos os domingos ela e o pai oferecem literatura de graça aos pedestres do Minhocão, região central da capital paulista. 

A ideia de doar livros começou há pouco mais de seis meses. Dona de uma biblioteca invejável para a idade, Gigi se perguntou: por que não compartilhar com outros leitores? Encontro-a em uma manhã fria e cinzenta de inverno. O termômetro marca 13 graus, mas não a desanima. A menina empurra um carrinho repleto de obras de sua coleção rumo a um ponto do elevado, fechado aos carros no domingo. Entre artistas, ourives, ciclistas e turistas, ela monta sua pequena banca de exposição de tomos gratuitos. Continua. Fonte: Carta Capital.

 

Deixe um comentário

Arquivado em Ciência da Informação: Biblioteconomia e arquivologia

Brasil Exemplar: projeto de incentivo à leitura propõe envio de livros gratuitos para todo o país

Brasil Exemplar aposta na participação colaborativa

É sempre gratificante quando nos deparamos com bons e relevantes projetos que misturam inclusão social e cultural ao mesmo tempo. A Brasil Exemplar, que é uma organização sem fins lucrativos, vem trabalhando em prol do incentivo à leitura e lançou recentemente um projeto que propõe expandir e socializar cada vez mais o acesso à literatura brasileira e no Brasil, através da distribuição gratuita de livros.

Entenda

Como participar

Deixe um comentário

Arquivado em Literatura, Livros, Língua Portuguesa

Conheça 11 redes sociais e apps para apaixonados por livros e escritores

livros (Foto: reprodução)

Com o objetivo de aumentar o relacionamento entre pessoas com gostos em comum, as redes sociais de leitores e escritores têm apresentado recursos cada vez mais sofisticados. Os usuários podem encontrar serviços que vão desde a troca de textos online, até o intercâmbio de livros físicos e recursos para organizar uma moderna estante virtual. Confira algumas das mais famosas redes sociais literárias.  Fonte: TechTudo

Deixe um comentário

Arquivado em E-books, Bibliotecas Digitais, Literatura, Livros, Língua Portuguesa

Faça um passeio pela cidade onde foi escrito o seu livro favorito

Reprodução

Uma organização britânica resolveu usar o Google Maps e identificar as localizações de onde se passam as histórias contadas nos livros. Bacana, não é? A Lovereading já mapeou mais de 200 obras, inclusive, você mesmo pode adicionar algumas. Que tal fazer um passeio pela cidade do seu livro favorito?

“Tivemos a ideia de um mapa do livro por que o livro te transporta para o local onde ele acontece – e eu, por exemplo, sempre gosto de ler um livro baseado em lugares que eu vou viajar”, disse o diretor e co-fundador da Lovereading, Peter Crawshaw para a Wired. Confira aqui o mapa.

Clique no ícone e leia uma breve sinopse sobre o livro. Ainda não há obras cadastradas no Brasil. No entanto, é possível localizar clássicos como “O Amor Nos Tempos do Cólera”, de Gabriel García Márquez, em Cartagena; “On The Road”, de Jack Kerouac, em São Francisco; ou “Moby-Dick”, de Herman Melville, em Nantucket. Fonte: CatracaLivre.

 

 

Deixe um comentário

Arquivado em Literatura, Livros, Língua Portuguesa

Leitura de livros pode ser motivo para desconto de pena, decide STJ

Embora não esteja expressamente prevista na Lei de Execução Penal (LEP), a possibilidade de remição da pena pela leitura foi reconhecida pela 6ª Turma do Superior Tribunal de Justiça em julgamento de Habeas Corpus relatado pelo ministro Sebastião Reis Júnior.

A decisão levou em conta a Recomendação 44/13 do Conselho Nacional de Justiça, que trata das atividades educacionais complementares para fins de remição pelo estudo e propõe a instituição, nos presídios estaduais e federais, de projetos específicos de incentivo à remição pela leitura. De acordo com o relator, atualmente esse modelo vem sendo adotado em vários estados do Brasil, inclusive em São Paulo. Continua. Fonte: Conjur.

Deixe um comentário

Arquivado em Literatura, Livros, Língua Portuguesa

los libros más curiosos de la historia de la literatura

 
A los libros más curiosos de la historia de la literatura, por si no los conoces, no les gusta que los definan como raros, pero sí como creativos y… Fonte: sonrecomendados.com

Deixe um comentário

Arquivado em Literatura, Livros, Língua Portuguesa

Editora argentina lança livro que pode ser plantado

Como forma de divulgação, a editora plantou alguns exemplares em livrarias da Argentina (Foto: Divulgação)

Como forma de divulgação, a editora plantou alguns exemplares em livrarias da Argentina (Foto: Divulgação)

A ideia do livro “Mi papá estuvo en la selva” é que eles sejam plantados depois de serem lidos. Por isso, são feitos em papel reciclado, livres de ácidos e tintas biodegradáveis. As capas das edições trazem incrustradas sementes de uma árvore nativa.

A história de “Mi papá estuvo en la selva” é narrada por um menino, cheio de ingenuidade e humor. Ele conta sobre sua viagem a uma floresta equatoriana.

O autor do livro é o ilustrador argentino Gusti, que, desta vez, se aventurou a escrever a partir de suas experiências pessoais na floresta. Os desenhos ficaram por conta da ilustradora francesa Anne Decis.

A ideia do projeto é transmitir às crianças o cuidado com o meio ambiente. Na Argentina, são publicados 1.550 títulos por ano, 6 milhões de exemplares por mês – o que dá mais de 45 milhões de páginas por dia. E todas, como se sabe, vêm das árvores.

Durante o lançamento, o livro foi plantado em algumas livrarias da Argentina, para que as pessoas pudessem ver como ele realmente germinava. Fonte: Revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios.

Deixe um comentário

Arquivado em Literatura, Livros, Língua Portuguesa

Você lembra quem são os autores desses livros famosos? participe deste quiz

Alice nos País das Maravilhas. Os Miseráveis. Moby Dick. Você já deve ter lido alguma dessas obras ou pelo menos ouviu falar, certo? Teste a sua memória e descubra se você recorda quem foi que escreveu essas e outras obras conhecidas. Clique aqui. Fonte: Super Interessante.

Deixe um comentário

Arquivado em Literatura, Livros, Língua Portuguesa

10 sites para baixar audiolivros de graça

Audiolivros são materiais muito práticos e úteis, especialmente se você passa longas horas no trânsito entre sua casa, a faculdade e o trabalho. Com eles também é possível treinar o inglês ou outro idioma que você deseja aprender.

Pensando nesses benefícios, selecionamos uma lista com 10 sites que oferecem audiolivros em domínio público em diferentes idiomas.

Confira a listagem. Fonte: Canal do Ensino.

Deixe um comentário

Arquivado em Literatura, Livros, Língua Portuguesa

‘Biblioteca a cavalo’ atende região com vulcões, vilarejos e analfabetos

Getty

O analfabetismo entre adultos na Indonésia está em queda, mas uma região do país possui quase um milhão de adultos que não sabem ler. Em Java Central, um homem e seu cavalo tentam – pelo menos – melhorar o acesso da população a livros.

Ridwan Sururi, de 42 anos, é quem cuida de Luna, um antigo cavalo selvagem. A altura do animal chega apenas ao ombro dele.

Eles vivem no vilarejo de Serang, na região de Purbalingga, em Java, uma região rural e tropical, nos arredores de um dos mais ativos vulcões indonésios – o Monte Slamet. Continua. Fonte: BBC.

Deixe um comentário

Arquivado em Ciência da Informação: Biblioteconomia e arquivologia

Na TV, escritores revelam o livro mais marcante que já leram

A primeira temporada de ‘Livro de Cabeceira’ traz o depoimento de 20 autores contemporâneos, como Milton Hatoum e Valter Hugo Mãe. Continua. Fonte: Estadão.
Acesse também no Canal Curta na Internet: Livro de Cabeceira.

Deixe um comentário

Arquivado em Fotos, audios e vídeos

Quais foram os grandes livros publicados na data de seu nascimento?

livros-publicados-no-dia-que-voce-nasceu

Arte de Rob Gonsalves

O site espanhol Que Leer disponibilizou uma matéria associando os principais livros lançados entre 1911 e 1999 à suas respectivas datas de publicação. Como a internet faz estas matérias viajarem sem fronteiras, o Homo Literatus traz a lista de títulos já lançados no Brasil, em português e poucos ainda não lançados, com seus títulos originais. No melhor estilo migrante, com o objetivo de que nossos leitores  descubram, além da data,  grandes dicas de leitura. Veja aqui. Fonte: HomoLiteratus

Deixe um comentário

Arquivado em Literatura, Livros, Língua Portuguesa