Alertas interativos buscam conscientizar contra tráfico de pessoas

RIO – Os olhares de quem passava pela Cinelândia na manhã de sexta-feira eram atraídos por uma caixa de presentes gigante e pessoas usando óculos de realidade virtual. Poderiam ser intervenções artísticas com o intuito apenas de entreter, mas a intenção era chamar a atenção para um problema grave: o tráfico de pessoas.

Quem usava um dos cinco pares de óculos disponíveis era imerso numa história real: assistia a filmes de dois minutos com relatos de pessoas que foram escravizadas. O espectador era inserido nos lugares descritos — cativeiros, ruas, casas de prostituição. Era possível conhecer cinco histórias, passadas em diferentes cidades do mundo e narradas em três linguas.

A caixa, por sua vez, chamada de GiftBox, atraía os passantes com frases como: “Quer viajar pelo mundo e ganhar um bom dinheiro?”. A surpresa acontecia quando os curiosos entravam e se deparavam com depoimentos escritos de homens e mulheres seduzidos por falsas promessas e forçados a viver em regime de exploração. As argentinas Jimena Mendez e Valentina Imhoff se impressionaram.

— Temos de ter mais consciência crítica. Não podemos ver um abuso e virar a cara — disse Valentina.

Os óculos de realidade virtual vão rodar diariamente pelos principais pontos turísticos do Rio, sem cronograma definido, numa ação promovida pela ONG inglesa 27 Million. Já a GiftBox, parceria da entidade com a Secretaria estadual de Assistência Social e Direitos Humanos (SEASDH) e o Ministério Público do Trabalho, ficará na Cinelândia até 21 de agosto.

Somente no Rio de Janeiro, nos últimos dois anos, o Núcleo de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas, ligado à SEASDH, identificou 178 vítimas de tráfico de pessoas.

Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/rio/alertas-interativos-buscam-conscientizar-contra-trafico-de-pessoas-19864734#ixzz4Gq6axufQ
© 1996 – 2016. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Deixe um comentário

Arquivado em Artigos e entrevistas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s