Operação Café Amargo resgata pessoas em condições análogas à da escravidão

A Operação Café Amargo passou por oito municípios baianos para averiguar denúncias de trabalho escravo na colheita de café – principal produto agrícola do local. A força-tarefa resultou no resgate de sete trabalhadores. Foram pagos R$ 1,2 milhão em danos morais coletivos e R$ 110 mil em rescisões. A operação é do MPT e tem o apoio do Ministério do Trabalho e Previdência Social (MTPS), a Comissão Estadual de Erradicação do Trabalho Escravo (Coetrae), a Polícia Rodoviária Federal e a Polícia Federal.
http://migre.me/u60rx

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias gerais

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s