No RN, cerca de 45 mil crianças e adolescentes trabalham em situação irregular

Nos sinais de trânsito, na agricultura, nas feiras livres, nos lixões. Esse são alguns do locais onde crianças são exploradas e arriscam a vida. O alerta foi feito no seminário realizado pela Semtas (Secretariade Trabalho e Assistência Social de Natal), alusivo ao Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil (12), no auditório do  Ministério Público do Trabalho no RN (MPT), nesta terça-feira (14).
Segundo dados levantados, no RN existem  cerca de 45 mil crianças e adolescentes, entre 5 e 17 anos, que trabalham em situação irregular, sujeitas a acidentes, como mutilação, intoxicação, dentre outras sequelas. A auditora fiscal do Trabalho Marinalva Dantas, que é coordenadora do Fórum Estadual de Combate à exploração da criança e do adolescente (Foca), disse que 3,3 milhões de crianças e adolescentes trabalham no país em atividades de risco. No estado, apresentou os principais locais onde elas são encontradas: nas ruas, nas feiras livres, nos lixões, na produção de castanha, na agricultura, e em lugares de difícil acesso, como o ambiente doméstico. Continua. Fonte: Abelhina.com (TN Online) – 15/06/2016
Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Artigos e entrevistas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s