Arquivo do dia: 26/08/2015

Cartilha: Assédio moral e sexual no trabalho

“Se você não fizer o que eu quero, vou te prejudicar”
#AssédioSexual se caracteriza por insinuações com o objetivo de obter vantagens ou favorecimento sexual. Essas insinuações podem ser verbais, gestuais, físicas ou subentendidas.
A OIT elencou algumas particularidades do assédio sexual:
• ser claramente uma condição para dar ou manter o emprego;
• influir nas promoções e/ou na carreira;
• prejudicar o rendimento profissional; e
• humilhar, insultar ou intimidar.
Tem mais dúvidas, acesse uma cartilha do Ministério do Trabalho e Emprego: http://bit.ly/1AgwTha

Deixe um comentário

Arquivado em Dicas de leitura

MPT em quadrinhos: Trabalho Infantil

Abordagem lúdica e criativa sobre o Trabalho Infantil. Vale a pena conferir e baixar a publicação do MPT em Quadrinhos.

http://www.quadrinhos.mpt.mp.br/

Deixe um comentário

Arquivado em Dicas de leitura

Trabalhador obrigado a ficar nu em banho coletivo será indenizado

A 1ª turma do TRT da 23ª região manteve sentença que condenou um frigorífico de aves da região de Tangará da Serra/MT a indenizar, por danos morais, em R$ 5,5 mil um ex-funcionário que era obrigado a ficar nu na frente de outros colegas durante a troca de roupas e banho todas as vezes antes de entrar e sair da linha de produção. Para o colegiado, onduta imposta pela empresa feriu o direito à honra e intimidade do trabalhador.

“Uma empresa em que haja o respeito aos trabalhadores zela pela democratização da sociedade, pois valoriza o trabalho, enquanto elemento de realização do homem, cumprindo com os programas inseridos nos incisos III e IV do art. 1º da Constituição Federal.”

Continua. Fonte: Migalhas

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias jurisprudenciais

Sabesp é condenada por fraude na terceirização de funcionários em SP

Ação civil pública contra a Sabesp denunciou fraude na contratação de mão de obra terceirizada (Foto: Isabela Leite/G1)Ação civil pública apontou fraude na contratação de mão de obra na Sabesp (Foto: Isabela Leite/G1)

A Justiça do Trabalho condenou a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) por fraude e terceirização ilícita de mão de obra para funções consideradas essenciais da empresa em São Paulo. As contratações, segundo o Ministério Público do Trabalho (MPT), foram feitas de forma direta, sem concurso público. A Sabesp disse, em nota, que “adotará as medidas cabíveis” e já entrou com recurso contra a decisão.

O inquérito do MPT obtido pelo G1, e que gerou a ação civil pública, lista denúncias recebidas desde de 2010 sobre irregularidades na terceirização de funcionários da companhia para desempenharem atividades-fim, ou seja, serviços essenciais, como leitura de hidrômetros, apuração de consumo, emissão de contas, atendimento ao cliente e atividades administrativas.

A Procuradoria do Trabalho também encontrou terceirização na execução de ligações e prolongamentos em redes de água e esgoto, manutenção em redes, troca de hidrômetros, e outros serviços de reparos na infraestrutura de saneamento. Continua. Fonte: G1.

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias jurisprudenciais

Humor Bibliotecário

Fonte: Bibliocomics

Deixe um comentário

Arquivado em Ciência da Informação: Biblioteconomia e arquivologia