Arquivo do dia: 24/07/2015

Os ebooks também se emprestam. É isso que se faz neste site

tek booklending Amazon

O BookLending foi criado pela própria Amazon, que ajuda os utilizadores a tirarem partido de uma opção válida para todos os livros comprados na sua loja: serem emprestados uma vez na vida.

A opção de empréstimo só é válida uma vez mas pode bem ser útil para diversificar os conteúdos a que tem acesso, sem ter de investir tanto em livros.
Neste site pode colocar os livros que disponibiliza para empréstimo, mas pode também consultar os livros que outros se disponibilizam a emprestar.

Sempre que alguém disponibiliza um livro para empréstimo é-lhe apresentada uma lista com os nomes das pessoas que aguardam pelo título e há quanto tempo.
O período durante o qual os livros são emprestados é sempre o mesmo e o processo é automático. Primeiro o utilizador tem sete dias para aceitar um empréstimo, depois tem duas semanas para ler o livro. Ao fim desse período o livro volta ao dono legítimo.
Embora o Booklending seja um site criado pela Amazon para os utilizadores dos seus leitores Kindle e dos conteúdos da respetiva loja, estes não são os únicos que podem beneficiar do sistema de empréstimo. Quem não tem um Kindle também pode. Fonte: SapoTek

Deixe um comentário

Arquivado em E-books, Bibliotecas Digitais

Estresse Ocupacional E Assédio Moral Em Profissionais Bibliotecários

Maria Luiza Lourenço* (Faculdade de Educação – USP)

Thiago de Almeida** (Instituto de Psicologia da USP – Departamento de Psicologia Clínica)

Atualmente, o estresse ocupacional é um problema que ataca profissionais de todas as áreas de atuação, sendo que alguns profissionais podem ser mais afetados que outros. Muitos profissionais da área da saúde (médicos, enfermeiros, psicólogos), da área financeira (bolsa de valores, investidores, etc), policiais, vendedores, pessoas que trabalham com público em geral,  freqüentemente se queixam do desgaste e do estresse a que são submetidos durante o período de exercício laboral, durante o dia a dia, o corpo a corpo com usuários, clientes, fornecedores e outros,  além, de muitas vezes este embate também existir entre seus pares e principalmente com seus superiores. O profissional bibliotecário, o arquivista, o documentalista, enfim, os profissionais da informação, também estão sujeitos a esses estresses ocupacionais, como qualquer outro profissional. Continua. Fonte: Artigonal

Deixe um comentário

Arquivado em Ciência da Informação: Biblioteconomia e arquivologia

Prêmio MPT de Jornalismo

Produzido pelo Coletivo Independente Repórter de Rua em parceria com O Novo Jornal, o especial “Bravos” revela o cotidiano dos homens que trabalham na extração da cera de carnaúba, tipo de extrativismo muito comum nos estados do Rio Grande do Norte, Ceará, Piauí e Maranhão. A reportagem especial mostra as condições degradantes a que esses trabalhadores são submetidos e, consequentemente, a ausência de ações efetivas para acabar com a precarização das formas de trabalho nessa atividade. A série fotográfica assinada por Jean Lopes é finalista de sua categoria no Prêmio MPT de Jornalismo.

Deixe um comentário

Arquivado em Artigos e entrevistas

(vídeo) Processo do Trabalho/Lei 13.015/2014 – aula com a Prof.ª Kelly Amorim

Neste vídeo, a prof.ª Kelly Amorim fala sobre as modificações recursais no Processo do Trabalho – Lei 13.015/2014 Assista. Fonte: TVSupremo

Deixe um comentário

Arquivado em Fotos, audios e vídeos

Lei da Ação Civil Pública completa 30 anos

A Lei de Ação Civil Pública completa, hoje, 30 anos. Sua criação foi um marco para o Ministério Público e para o cidadão.

Uma das conquistas trazidas pela Lei é a garantia ao trabalho em condições dignas. O Ministério Público do Trabalho (MPT-MG) propôs ação civil pública para resgatar trabalhadores de uma fazenda de produção de carvão situada na zona rural do Município de Juvenília-MG. Em 2007, eles foram encontrados em condições análogas a de escravos.

Em 2013, a justiça condenou tanto os donos da fazenda quanto as empresas de aço e siderurgia que se valiam da produção ao pagamento de indenização por danos morais coletivos. O dinheiro foi destinado a entidades locais ligadas à defesa dos direitos dos trabalhadores. Quer saber mais sobre esse caso? Acesse http://bit.ly/1fq2vY3. Fonte CNMP.

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias gerais

Empresa deve indenizar funcionária após usar provas ilícitas em processo trabalhista

A 4ª Câmara do TRT-15 condenou uma microempresa do ramo de comércio de equipamentos para escritório, a pagar à reclamante indenização por danos morais no valor de R$ 3 mil, por ter usado provas ilícitas no processo trabalhista em que a trabalhadora questionou essa e outras diversas irregularidades, como o fato de ter sido demitida por justa causa, por ter esquecido de lançar no livro caixa o recebimento de um valor.

O Juízo da 7ª Vara do Trabalho de Campinas havia julgado improcedente o pedido da trabalhadora com relação à ilicitude da prova, obtida por meio de instalação de programa espião na empresa, e que foi responsável por divulgação de mensagens pessoais, com exposição da trabalhadora. A reclamante insistiu na tese de que esse programa representa invasão de privacidade e enseja o pedido de rescisão indireta, até porque a empresa “permitia o uso das ferramentas denominadas FACEBOOK e MSM, além de ‘e-mail’ pessoal, por meio dos quais eram tratados assuntos particulares, não passíveis de visualização pela empregadora, sob pena de configuração de invasão de privacidade”. Leia mais.

(Processo 0001614-90.2012.5.15.0094)

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias jurisprudenciais

RDT – Revista do Direito Trabalhista nº 05/2015

Scan_20150724_113446Encontra-se disponível na Biblioteca do MPT/RN.

Deixe um comentário

Arquivado em Sumário de Periódicos

Negociação coletiva deve ser prestigiada pela jurisprudência

por Pedro Paulo Teixeira Manus

Esta revista eletrônica Consultor Jurídico publicou importante notícia sobre a validade e ao prestígio da negociação coletiva, cumprindo sua função de adequar a regra legal às peculiaridades das variadas atividades, sem descuidar do princípio da proteção, que norteia o Direito do Trabalho.

A 2ª Turma Julgadora do Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região acompanhou o voto do desembargador Jales Valadão Cardoso, no sentido de que  tem validade a cláusula de norma  coletiva que eleva o percentual do adicional noturno para evitar a redução ficta da hora noturna.  Continua. Fonte: Conjur.

 

Deixe um comentário

Arquivado em Artigos e entrevistas

Trabalhador consegue rescisão indireta por acúmulo de função

Uma das razões que permite ao empregado exigir a rescisão indireta do contrato de trabalho é a exigência de funções alheias ao acordo firmado com o empregador. Esse foi o entendimento unânime da 2ª Turma do Tribunal Superior do Trabalho ao reconhecer o pedido feito por um empregado da Swissport Brasil devido ao acúmulo de funções. Continua. Fonte: Conjur.

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias jurisprudenciais

Governo usará drones contra o trabalho escravo no campo

Foto: Reprodução

O Estado de S. Paulo noticia que drones começarão a ser utilizados em agosto pelo governo federal em trabalhos de fiscalização trabalhista. No mês que vem, auditores fiscais do trabalho do Rio de Janeiro vão usar os aparelhos voadores não tripulados para realizar o monitoramento de locais de difícil acesso, com foco principalmente no combate ao trabalho escravo no meio rural, informou o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). A Superintendência Regional do Trabalho e Emprego no Rio de Janeiro (SRTE/RJ) já recebeu seis drones, doados pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) por meio de termo de ajustamento de conduta (TAC) firmado com uma empresa com irregularidades na área trabalhista. O coordenador da Fiscalização Rural da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego no Rio de Janeiro (SRTE/RJ), Bruno Barcia Lopes, alerta que o drone não substituirá a presença do fiscal, mas será útil em situações como, por exemplo, quando for encontrada uma fazenda com porteira fechada. Os drones também poderão ser utilizados na localização de barcos de pesca e na checagem de grandes obras. Leia direto da fonte

 

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias gerais

Prefeitura é acionada por deixar de combater trabalho infantil

O Ministério Público do Trabalho em Minas Gerais (MPT-MG) ingressou com ação civil pública de R$ 1 milhão contra a prefeitura de Unaí, no Alto Paranaíba (MG). O município é acusado de negligência no combate ao trabalho infantil. O processo também requer à Justiça liminar para obrigar a prefeitura a investir na infraestrutura e capacitação dos agentes que atuam nos centros de referência em assistência social, no Conselho Tutelar e no Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente. A ação tramita na Vara do Trabalho de Unaí. Continua. Fonte: MPT.

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias gerais

Humor Bibliotecário

Fonte: Bibliotecomics

Deixe um comentário

Arquivado em Ciência da Informação: Biblioteconomia e arquivologia