MPT alerta: Pó de sílica pode matar trabalhadores em questão de meses

Trabalhador manuseia pó de sílica em fábricaTrabalhador manuseia pó de sílica em fábrica

Substância vem sendo usada na fabricação de borrachas; duas mortes por silicose já foram registradas este ano

O Ministério Público do Trabalho em São Paulo abriu essa semana investigação contra 44 empresas pelo uso de sílica na fabricação de produtos de borracha. Suspeita-se que a substância, um pó fino feito a partir do quartzo, seja responsável pelo adoecimento e morte de diversos trabalhadores do setor.

Em uma das empresas investigadas, produtora de borracha para tampas de panelas de pressão, nove de 15 trabalhadores desenvolveram silicose pulmonar subaguda. Dois morreram e três estão em estado grave após alguns meses de utilização da sílica na empresa em que trabalhavam. “Os dois trabalhadores que já morreram são aqueles dos quais temos conhecimento. É bem possível que mais tenham morrido ou adoecido e não estamos sabendo”, afirmou a procuradora do Trabalho Eliane Lucina, uma das responsáveis pela investigação do MPT. A denúncia de que trabalhadores corriam risco de vida devido à sílica partiu da Fundacentro (Ministério do Trabalho e Emprego) após vistorias em diversas fábricas. Continua. Fonte: MPT/SP

 

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias gerais

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s