Operária espionada pelo chefe trocando de roupa será indenizada

Operária reclama da atuação da empresa
O R7 noticia que sem outra opção por ser a única mulher da obra, Marcia Aparecida Dutra usava o vestiário masculino para se trocar quando os outros funcionários iam embora. Até que descobriu que o chefe a observava por um buraco na parede. A operadora de empilhadeira decidiu processar o ex-patrão por assédio moral e ganhou em duas instâncias na Justiça o direito a receber R$ 10 mil de indenização além das verbas trabalhaistas. Mas não há data para o pagamento: a empresa recorreu ao STJ (Superior Tribunal de Justiça). O pedido foi de rescisão indireta do contrato em decorrência do assédio moral, além da indenização por danos morais. A empresa recorreu, o Tribunal manteve a sentença e a empresa recorreu para a 3ª instância. Leia direto da fonte.

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s