Arquivo do dia: 16/09/2014

10 livrarias super interessantes do mundo

El AteneoEl Ateneo, Buenos Aires

aría Luisa Fundes, do jornal “ABC”, de Madri, escreveu pequenos textos sobre as dez livrarias mais interessantes do mundo. “Para os aficionados à leitura, as livrarias são paraísos inigualáveis e incomparáveis.” Lá, entre as estantes, descobre-se o universo, globaliza-se o conhecimento. Muitas pessoas passam horas circulando entre as estantes, folheando e lendo algumas páginas dos livros. Há aqueles que se empolgam com as capas, e até com o papel, por exemplo o pólen (que não gera reflexos). Às vezes entra-se numa livraria com o objetivo de comprar determinado livro, mas, ao perceber um lançamento interessante, o indivíduo o coloca na sua cesta. Pode ser Joyce, Proust, Thomas Mann, Tolstói, Machado de Assis, Graciliano Ramos, Guimarães Rosa, Bernardo Élis ou Afonso Felix de Sousa. As livrarias bonitas, como as citadas, são uma atração à parte. El Ateneo, de Buenos Aires, assim como outras, é uma atração turística. Os apaixonados pelos livros acabam se tornando também apaixonados pela livraria. É raro uma pessoa sair de lá sem fazer ao menos uma fotografia. Trata-se de uma livraria-museu, que já foi um teatro. Continua. Fonte: Revista Bula.

Deixe um comentário

Arquivado em Literatura, Livros, Língua Portuguesa

Ator se passa por menino de rua e pede um livro ao invés de pedir dinheiro, assista à reportagem do Fantástico

Veja as reações das pessoas. A pressa é tanta, que muitos nem escutam o pedido, ou disparam a resposta padrão: “não tenho”. Mas, teve muita gente também que mostrou preocupação com a criança no meio da rua. Um grupo comprou e até leu para o menino. Assista à reportagem do Fantástico.

2 Comentários

Arquivado em Artigos e entrevistas, Literatura, Livros, Língua Portuguesa

O Brasil ainda tem 3,4 milhões de crianças e adolescentes que trabalham

Deputados ainda discutem propostas que coíbem o trabalho infantil

Vice-procuradora do Ministério Público do Trabalho lembra que, na década de 90, havia 9 milhões de crianças e adolescentes trabalhando. Hoje são 3,5 milhões e a meta é extinguir esse tipo de trabalho até 2020.

Trabalho - Trabalho infantil - Menores vendem doces próximo à Estação Rodoviária de BrasíliaAdolescentes vendem doces próximo à rodoviária de Brasília.

O Brasil ainda tem 3,4 milhões de crianças e adolescentes que trabalham. Essa quantidade vem caindo, mas justamente na faixa etária em que o trabalho é totalmente proibido, até os 13 anos, o número de casos aumentou na última década: foram 10 mil registros a mais, de acordo com o Censo de 2010.

Um dos maiores entraves para a redução do trabalho infantil é o fato de ele ser aceito culturalmente no Brasil: muitos pais acreditam que, trabalhando desde cedo, os filhos podem estar mais bem preparados para o mercado e até para a própria vida. “A ideia de que o trabalho ajuda, de que é melhor do que estar nas ruas é um pensamento viciado, uma visão distorcida da pobreza e do que uma criança necessita”, explica a vice-procuradora do Ministério Público do Trabalho, Eliane Araque dos Santos.

Especialistas ouvidos pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga o trabalho infantil no Brasil corroboram a opinião da vice-procuradora e afirmam que o trabalho antes da hora traz efeitos negativos para a criança como inibir seu desenvolvimento e suas potencialidades e levar ao fracasso escolar. Isso porque o trabalho atrapalha o desenvolvimento psicológico e cognitivo, além de deixar a criança muito cansada para as atividades escolares. O fracasso escolar, por sua vez, também pode determinar que a criança permaneça no nível da pobreza. Leia mais e assista à reportagem da TV Câmara.

Deixe um comentário

Arquivado em Artigos e entrevistas

Dicas de leitura (66): dano moral, organização sindical, privacidade e dignidade

Conheça algumas das publicações que ingressaram no acervo da Biblioteca do MPT/RN e encontram-se disponíveis aos leitores.

3 livros 66

Veja referências e sumários

Deixe um comentário

Arquivado em Dicas de leitura

CNMP lança relatório anual: “Ministério Público: um retrato 2014”

https://i1.wp.com/blogdofred.blogfolha.uol.com.br/files/2014/09/Retrato-CNMP.pngO Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) lançou nesta segunda-feira (15) a terceira edição do relatório “Ministério Público – Um Retrato”. O documento traz informações sobre a estrutura administrativa e a atuação funcional de todos os ramos do MP brasileiro (os Ministérios Públicos Estaduais e os quatro ramos do Ministério Público da União – os MPs Federal, do Trabalho, Militar e do Distrito Federal e Territórios) do ano de 2013. A solenidade ocorreu no auditório da sede do CNMP, em Brasília.

Sobre a atuação funcional extrajudicial, o relatório dá destaque a informações como número de investigações instauradas, termos de ajuste de conduta firmados, recomendações expedidas e ações ajuizadas. Há também dados sobre a atuação judicial, como o número de processos judiciais recebidos e devolvidos e o número de manifestações de membros. Além disso, o anuário registra informações sobre a gestão administrativa, como número de membros e de servidores e a estrutura física das unidades.

De acordo com o procurador do Trabalho Luís Fabiano de Assis, a participação do MPT no relatório é significativa, sobretudo em relação à atuação funcional, dos pontos de vista quantitativo e qualitativo. “Foram apresentadas visões nacionais e regionais, inclusive com o agrupamento por áreas temáticas, a demonstrar a complexidade e a densidade da atuação do MPT no Brasil”.

A primeira edição do relatório foi lançada em dezembro de 2012, com dados relativos a 2011. Já a segunda, com dados de 2012, foi publicada em julho de 2013. O documento é apresentado anualmente com o objetivo de promover a cultura da transparência no Ministério Público e permitir, a cada unidade, um planejamento mais eficaz de suas atividades e melhor definição de políticas e prioridades.

Elaboração – As informações sobre a atuação funcional e administrativa são enviadas mensalmente pelas unidades e pelos ramos do Ministério Público, via sistema eletrônico. Os dados ficam disponíveis para consulta por qualquer interessado.

Clique aqui para acessar o sistema de relatório.

Clique aqui para ler a íntegra do relatório.
Com informações da Ascom/CNMP

Deixe um comentário

Arquivado em Dicas de leitura, E-books, Bibliotecas Digitais

Revista LTr nº 08/2014

Encontra-se disponível na Biblioteca do MPT/RN. Veja sumário.

LTr 08.140001

Deixe um comentário

Arquivado em Sumário de Periódicos

MPT investiga discriminação de gênero nas vagas de emprego oferecidas pela Agência do Trabalhador no DF

O Ministério Público do Trabalho no Distrito Federal (MPT) investiga possível caso de discriminação de gênero nas vagas de emprego oferecidas pela Agência do Trabalhador, órgão ligado à Secretaria de Trabalho do DF. A tabela de vagas disponíveis é divulgada diariamente pela internet, e algumas oportunidades aparecem como restritas a homens ou mulheres. A Consituição veta a prática.

Na lista divulgada nesta segunda-feira (15), por exemplo, há vagas de ajudante de pizzaiolo, auxiliar de cozinha e técnico de informática que estão disponíveis apenas para candidatos do sexo masculino. Outras vagas, como de auxiliar de dentista, recepcionista secretária e operador de telemarketing, são destinadas apenas a candidatas do sexo feminino, segundo a tabela. Continua. Fonte: G1.

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias gerais

Cortadores de cana irão receber indenizações por trabalho escravo

Em uma reunião, ficaram definidos os valores que os cortadores de cana que eram tratados como escravos em uma fazenda de Bauru, em São Paulo, terão direito a receber. O agricultor responsável pela área já iniciou os pagamentos.

Na audiência, os procuradores do trabalho determinaram que o agricultor José dos Reis, que foi quem comprou a cana, pague R$ 27 mil em indenizações. São R$ 3 mil para cada trabalhador. Ele não foi ao Ministério Público do Trabalho, mas mandou um advogado. Os cortadores também irão receber seguro desemprego pelos próximos três meses. Veja mais. Fonte: G1.

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias gerais

Dez razões pelas quais a criança não deve ter a obrigação de trabalhar (06)

As dez razões pelas quais a criança não deve ter a obrigação de trabalhar são listadas na cartilha “Saiba Tudo Sobre o Trabalho Infantil”. O material, produzido em 2008 pelo Ministério do Trabalho e Emprego, teve a parceria do cartunista Ziraldo. A cartilha está disponível em: http://goo.gl/PjDSj

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias gerais

“100 coisas que todo trabalhador deve saber” nº 20: Estabilidade da Gestante

Deixe um comentário

16/09/2014 · 9:30

“100 coisas que todo trabalhador deve saber” nº 18: Jornada de trabalho

Deixe um comentário

16/09/2014 · 9:30

(In)segurança do trabalho (188)

Foto da galeria Vote na Imagem da Edição 274 - Outubro/2014Improviso – Com andaime posicionado em cima de uma carroceria de caminhão, trabalhadores consertam semáforo. Além da instabilidade do andaime, nenhum dos homens utiliza os Equipamentos de Proteção Individual e Coletiva (EPI e EPC), previstos nas NRs 6, 10 e 35. Fonte: Revista Proteção.

1 comentário

Arquivado em (in)segurança no trabalho