Arquivo do dia: 09/09/2014

Cai por terra o estereótipo do bibliotecário

O bibliotecário pode atuar como bibliógrafo, biblioteconomista, consultor ou gestor de informação
 Figura introvertida, de óculos dá lugar a profissional dinâmico e aberto aos desafios da informação
Figura introvertida, de óculos dá lugar a profissional dinâmico e aberto aos desafios da informação
A profissão de bibliotecário está mais dinâmica e não se resume apenas a visão estereotipada da senhorinha de óculos que fica atrás do balcão, encontrando o livro certo na prateleira certa e pedindo silêncio a todo momento. Embora a Classificação Brasileira de Ocupações (CBO) defina o profissional como sendo um liberal que atua com informação, além de documentalista e analista de informação, a maior parte das pessoas desconhece que a gestão da informação e acompanhamento do dinamismo das fontes fazem parte do escopo do profissional de biblioteconomia.
Unindo a racionalidade e experiência dos bibliotecários com a capacidade de desenvolvimento dos profissionais de TI, softwares abrangentes e facilitadores do processo de pesquisa e seleção de dados, aprimorados para o mercado, mostram que é perfeitamente possível a interação entre a tecnologia e a atividade na área da biblioteconomia. Continua. Fonte: Correio Popular.

Deixe um comentário

Arquivado em Ciência da Informação: Biblioteconomia e arquivologia

10 Livros para fazer o leitor chorar

uma seleção de livros com algo em comum, a capacidade de levar seus leitores às lágrimas. Parece incrível, mas a literatura é capaz de mexer tanto com as pessoas, que não raros vemos pessoas admitirem ter chorado com este ou aquele livro. Nessa seleção, 10 livros para ler e reforçar seu estoque de lenços:
1 – A Culpa é das Estrelas, de John Green: Este parece unanimidade entre leitores, os quais foram poucos os que dizem não ter chorado com sua leitura. Para não suavizar, a maioria afirma ter chorado com o livro e com o filme;
2 – Todos do Nicholas Sparks: Outro autor com uma capacidade inesgotável de tirar lágrimas com seus romances de forte apelo emocional, que seria injusto escolher um só, dentre suas obras. Sparks é um verdadeiro Mestre das Lágrimas;
Veja mais. Fonte: Listas Literárias.

Deixe um comentário

Arquivado em Literatura, Livros, Língua Portuguesa

Nova lei trabalhista precisará ser aplicada em conjunto com o CPC

O processo trabalhista está mais parecido com o processo civil. A nova Lei 13.015/14, que entra em vigor este mês, é clara ao determinar a aplicação de normas previstas no Código de Processo Civil (CPC) a recursos trabalhistas. Isso vale para os embargos de declaração e para os agravos de instrumento.

“A partir de agora, o advogado precisa conhecer, além do que está previsto na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), o que está descrito também no CPC, para conjugar os conhecimentos no caso dos recursos”, diz a professora de Direito Material e Processual do Trabalho Silvia Correia.

Os embargos de declaração podem ser interpostos perante a vara do Trabalho, ao Tribunal Regional do Trabalho e ao Tribunal Superior do Trabalho. Agravos de instrumento, por sua vez, podem ser impetrados somente para julgamento perante os TRTs ou o TST.

Com a nova lei, o artigo 896, parágrafo 3º da CLT passará a dizer que os TRTs procederão obrigatoriamente à uniformização de suas jurisprudências, como previsto no capítulo 1, título IX, do livro 1, do CPC. Continua. Fonte: Conjur.

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias legislativas

Seguro-desemprego via internet

O aplicativo chamado Empregador Web facilitará o envio de requerimentos do Seguro-Desemprego pelas empresas. A ferramenta tem por finalidade assegurar o melhor atendimento ao trabalhador demandante do benefício com foco na modernização dos processos de encaminhamento dos requerimentos com segurança e economia. Saiba mais: http://bit.ly/1rUDRUt

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias gerais

MPT entra com ação de R$ 4,5 milhões em favor de operários do Porto de Manaus

O Ministério Público do Trabalho (MPT) no Amazonas entrou com uma ação na Justiça pela execução do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado pelo Órgão Gestor da Mão de Obra do Trabalhador Portuário Avulso dos Portos de Manaus (OGMO) e o MPT, em fevereiro. O descumprimento de cláusulas do TAC e outras irregularidades totalizam R$ 4,5 milhões em multas.

Sete meses após a assinatura do TAC, o MPT realizou ação fiscal na sede do OGMO e comprovou o descumprimento de cinco cláusulas do documento. Entre elas estão a manutenção da prática irregular de escalação por meio do sistema de câmbio, onde determinados trabalhadores são privilegiados e beneficiados com a escalação, e não por meio do sistema de rodízio; a permissão de escalação simultânea de trabalhadores portuários avulsos e a não verificação da efetiva presença do trabalhador no local de trabalho. Continua. Fonte: D24am.

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias gerais

Pobreza não é motivo para alterar local de ajuizamento de ação trabalhista

A alegação de pobreza não é suficiente para alterar o local onde a ação trabalhista deve ser ajuizada. De acordo com a 4ª Turma do Tribunal Superior do Trabalho, a competência em razão do lugar é fixada, em regra, de acordo com o local onde o empregado prestou serviços.

“A exceção dessa regra ocorre quando o empregador realizar atividades fora do lugar em que se deu a contratação do trabalhador. Nessa hipótese, o empregado pode ajuizar a ação no foro da celebração do contrato ou no da prestação dos respectivos serviços”, escreveu o ministro Fernando Eizo Ono, relator da ação no TST. Continua. Fonte: Conjur.

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias jurisprudenciais

Empresa que forneceu e fiscalizou utilização de EPIs não terá de pagar adicional de insalubridade

Embora a cultura da prevenção ainda não tenha se consolidado no Brasil, não se pode negar que a preocupação com a segurança e a saúde no trabalho tem avançado nos últimos tempos. Os processos que chegam à Justiça do Trabalho mineira revelam que, pouco a pouco, muitas empresas vêm mudando o seu comportamento quando o assunto é prevenção. Tanto que já é possível encontrar empregadores que investem na adoção de medidas para preservar a saúde dos trabalhadores. Uma prática que acaba se revertendo em prol de todos os envolvidos e da própria sociedade.

No caso examinado pelo juiz Adriano Antônio Borges, na 4ª Vara do Trabalho de Coronel Fabriciano, o ex-empregado de uma grande empresa atuante no segmento de bens de capital em projetos industriais teve indeferido o pedido de adicional de insalubridade. Tudo porque o empregador cumpriu sua obrigação de fornecer e fiscalizar a utilização dos Equipamentos de Proteção Individual, os conhecidos EPIs. Continua. Fonte: TRT/3.

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias jurisprudenciais

Semp Toshiba é condenada em R$ 200 mil por descumprir cota para pessoas com deficiência

Uma das maiores fabricantes de eletroeletrônicos do Brasil, a Semp Toshiba foi condenada em R$ 200 mil por descumprir cota para a contratação de pessoas com deficiência, prevista na Lei nº 8.213/91. O dinheiro corresponde ao pagamento de dano moral coletivo e será revertido ao Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT). A decisão foi da 6ª Vara do Trabalho de Manaus, no dia 3 de setembro, em ação civil pública ajuizada pelo Ministério Público do Trabalho no Amazonas (MPT-AM).

A empresa também está obrigada a preencher o restante do quadro de trabalhadores com deficiência ou reabilitados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), em um prazo de 30 dias, sob pena de multa diária de R$ 5 mil. A fiscalização da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego no Amazonas (SRTE/AM) realizada na unidade da Semp Toshiba em março deste ano verificou que, para cumprir a cota, 63 trabalhadores deveriam ser contratados pela indústria. Atualmente a empresa tem mais de 1 mil empregados, sendo apenas quatro deles deficientes.

A fabricante de eletroeletrônicos deverá, ainda, abster-se de demitir trabalhador com deficiência, com contrato de trabalho por prazo determinado, por mais de 90 dias ou sem motivo, sem que antes haja a contratação de outro profissional em condição equivalente, sob pena de multa de R$ 50 mil por cada trabalhador dispensado. Fonte: MPT/AM.

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias jurisprudenciais

Procuradora do MPT/RN participa de debate sobre Terceirização e Corrupção

O tema será abordado pela procuradora regional do Trabalho Ileana Neiva e pelo juiz eleitoral Marco Bruno Miranda, em evento promovido pelo TRT em 11 de setembro

O Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região (TRT-RN) promove na quinta-feira, 11 de setembro, mais uma edição do Projeto CLT 70 minutos, reunindo especialistas para discutir o tema Terceirização de mão de obra e corrupção.

Os convidados de setembro são a Procuradora Regional do Trabalho e coordenadora regional de Defesa do Meio-Ambiente do Trabalho/MPT-RN, Ileana Neiva, e o o juiz federal Marco Bruno Miranda Clementino, do Tribunal Regional Federal da 5ª Região e do Tribunal Regional Eleitoral (RN).

Durante o encontro, os dois convidados responderão às perguntas do público interessado.

O evento tem entrada franca e será realizado na Livraia Saraiva, no shopping Midway Mall, às 19h.

Não há necessidade de fazer inscrição prévia. Para mais informações, ligue (84) 4006-3280/4006-3286.

Serviço:

Projeto CLT 70 “Terceirização de mão de obra e corrupção”

Quando: Quinta-feira (11/09), às 19h – Entrada Gratuita

Local: Auditório da Livraria Saraiva (Midway Mall)

* Fonte: Ascom – TRT/21ª Região

Deixe um comentário

Arquivado em Eventos

“100 coisas que todo trabalhador deve saber” nº 12: aviso prévio trabalhado

Deixe um comentário

09/09/2014 · 9:30

(In)segurança do Trabalho (187)

Foto da galeria Vote na Imagem da Edição 273 - Setembro/2014

Improviso perigoso – Colaborador improvisa superfície com tábuas, tijolos e madeiras roliças sobre caçamba de um caminhão para alcançar a parede onde realiza pintura. O risco de queda é iminente e o trabalhador não utiliza equipamentos de proteção.

Deixe um comentário

Arquivado em (in)segurança no trabalho