“cabeças vão rolar” e “peças vão ser trocadas”: ameaças a quem não cumpria metas geram indenização de R$ 400 mil

A cobrança excessiva pelo desempenho e cumprimento de metas rendeu ao Santander uma multa de R$ 400 mil.

Depoimentos de empregados e ex-funcionários do banco comprovaram a prática de assédio moral: gerentes falavam palavrões, ameaçavam e constrangiam os contratados. Continua. Fonte: IG.

 

 

 

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s