Arquivo do dia: 15/04/2014

Biblioteca Digital da New York Public Library disponibiliza 800 mil imagens digitais

A New York Public Library provê acesso gratuito a mais de 800.000 imagens digitalizadas da sua vasta coleção. Esse acervo inclui manuscritos, mapas históricos, posters, fotografias, etc.A busca pode ser feita por palavras chave, por assuntos ou por nomes.Maiores detalhes no URL:http://digitalgallery.nypl.org/nypldigital/index.cfm

Deixe um comentário

Arquivado em E-books, Bibliotecas Digitais

Itaú Unibanco é condenado a pagar R$ 5 milhões por dano moral coletivo no RN

O Itaú Unibanco acaba de ser condenado a pagar R$ 5 milhões por dano moral coletivo, devido à sobrecarga de trabalho imposta aos bancários no Rio Grande do Norte. Trata-se de sentença resultante de ação civil pública movida pelo Ministério Público do Trabalho (MPT/RN), que revela metas abusivas, quadro insuficiente de funcionários, jornadas excessivas, adoecimento de trabalhadores e discriminação dos empregados afastados para tratamento de saúde.

Em decisão liminar, o banco já estava obrigado a cessar as irregularidades, sob pena de multa de R$ 20 mil por dia de descumprimento, medida que foi mantida na condenação.

O procurador do Trabalho Fábio Romero Aragão Cordeiro, que assina a ação, alerta que “o objetivo do lucro não pode atropelar a proteção à saúde física e mental do trabalhador”. Continua. Fonte: Jornal de Fato.

Veja também

    Itaú é processado por metas abusivas e quadro insuficiente de bancários
Fonte: Monitor Mercantil – 15/04/2014
Itaú Unibanco é condenado a pagar R$ 5 milhões por dano moral coletivo no RN
Fonte: Blog O Paralelo Campestre – 14/04/2014
Justiça condena Itaú Unibanco a R$ 5 milhões por dano moral coletivo no RN
Fonte: Revista Bzzzz – 14/04/2014
Itaú Unibanco é condenado a pagar R$ 5 mi por dano moral coletivo no RN
Fonte: Blog da Abelhinha.com – 14/04/2014
Itaú Unibanco terá que pagar R$ 5 milhões por dano moral coletivo em Natal
Fonte: TN Online – 14/04/2014

2 Comentários

Arquivado em Notícias gerais

Suspensa decisão que estendeu a trabalhador avulso direito a horas extras

O ministro Marco Aurélio, do Supremo Tribunal Federal, suspendeu os efeitos de decisão da 3ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região que aplicou a um trabalhador portuário avulso direito que a Consolidação das Leis do Trabalho reserva aos trabalhadores com vínculo empregatício permanente. A liminar foi deferida em Reclamação ajuizada pelo Órgão Gestor de Mão de Obra do Trabalho Portuário Avulso nos Portos Organizados do Rio de Janeiro, Sepetiba, Forno e Niterói – OGMO/RJ.De acordo com os autos, um trabalhador avulso ajuizou ação trabalhista com o objetivo de receber horas extras por suposto desrespeito aos períodos de descanso entre intrajornadas, previstos nos artigos 66 e 71 da CLT. O pedido foi julgado improcedente na primeira instância, mas concedido no TRT-1. O OGMO/RJ interpôs recurso ao Tribunal Superior do Trabalho, que ainda está pendente de julgamento. Continua. Fonte: Conjur.

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias jurisprudenciais

CPI do trabalho infantil promove debate sobre saúde

A CPI Trabalho Infantil discute nesta terça-feira (15), em audiência pública, o tema “trabalho infantil e saúde”. De acordo com a deputada Sandra Rosado (PSB-RN), que propôs o debate, é notório que o trabalho precoce prejudica a saúde das crianças e dos adolescentes. “O risco de acidentes do trabalho nessas condições é bastante acentuado, podendo tornar os jovens incapazes para a atividade produtiva na fase adulta”, afirma.

Segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), do IBGE, em 2012, havia 3,5 milhões de trabalhadores de 5 a 17 anos de idade. De 5 a 9 anos, existiam 81 mil crianças trabalhando. A faixa etária que mais concentrava trabalhadores é a entre 10 a 14 anos, com três milhões de trabalhadores. Continua. Fonte: Ag. Câmara.

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias legislativas

(In)segurança do trabalho (169)

Foto da galeria Vote na Imagem da Edição 269 - Maio/2014m desacordo com a NR 18 (Item 18.14: Movimentação e transporte de materiais e pessoas), homem se arrisca ao ser transportado por guindaste para executar serviço. Fonte: Rev. Proteção.

Deixe um comentário

Arquivado em (in)segurança no trabalho

Problemas del primer mundo

Deixe um comentário

15/04/2014 · 8:59