Arquivo do dia: 13/02/2014

Bondinho da Leitura

O Bondinho da Leitura fica na Rua XV, em Curitiba.

 

Deixe um comentário

Arquivado em Ciência da Informação: Biblioteconomia e arquivologia

Internet Archive: a Biblioteca de Alexandria do século XXI

Algumas das unidades petabox que armazenam informações do Internet Archive

– Internet Archive é a maior biblioteca em volume de todos os tempos da informação.

– Detém o equivalente a 10.000 milhões de livros em bytes.

– Contém a história da rede desde a sua criação.

Internet Archive em números

– 10 petabytes. quantidade de informações armazenadas no Internet Archive . Um petabyte equivale a um milhão de gigabytes ou 10 bytes elevado à 15ª potência.

– 10 milhões de livros impressos -400 vezes mais do que os armazenados na Biblioteca Nacional da Espanha, seriam necessários para conter a mesma informação.

– 240 milhões de páginas da web. A Wayback Machine do  Internet Archive tem monitorado e salvo todos estes sites.

– 900 mil arquivos de áudio. O IA também digitaliza, e oferece gratuitamente, música, notícias de televisão, filmes e livros eletrônicos.

Leia matéria completa no site da revista 20 minutos ou faça odownload em versão PDF da edição mensal.

Continua na fonte: Biblioteca UCS.

1 comentário

Arquivado em Ciência da Informação: Biblioteconomia e arquivologia

STF volta a discutir competência para julgar trabalho escravo

Está na pauta do Supremo Tribunal Federal, desta quinta (13), o julgamento de um recurso extraordinário que trata da competência da Justiça Federal para julgar o crime de trabalho análogo ao de escravo.

É a segunda vez que o STF discute quem deve ser o responsável por analisar casos de trabalho escravo: a Justiça Federal ou a Estadual. Em novembro de 2006, a corte já havia decidido por 6 votos a 3 a competência da Justiça Federal, antiga reivindicação de entidades da sociedade civil e atores públicos que atuam no combate a esse crime.

Caso a Justiça Federal seja, agora, declarada incompetente, processos que nela tramitam devem ser encaminhados à Justiça Estadual. De acordo com José Guerra, secretário-executivo da Comissão Nacional para a Erradicação do Trabalho Escravo, isso pode levar à prescrição de ações penais e, portanto, à impunidade. Continua na fonte: Blog do Sakamoto.

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias jurisprudenciais

Revista Síntese Trabalhista Previdenciária nº 295 – jan/2014

Encontra-se disponível na Biblioteca do MPT/RN. Veja sumário.

Revista Síntese Trabalhista e Previdenciária 2950001

Deixe um comentário

Arquivado em Sumário de Periódicos

AGU defende fim da cobrança de contribuição de quem não é sindicalizado

A Advocacia-Geral da União já enviou, ao Supremo Tribunal Federal, manifestação favorável à tese jurisprudencial do Tribunal Superior do Trabalho segundo a qual é inconstitucional a exigência de contribuição confederativa a trabalhador não sindicalizado. Pela orientação do TST, é nula cláusula coletiva que imponha ao trabalhador não sindicalizado o pagamento de contribuição em favor de entidade sindical.

A questão foi levada ao STF em arguição de descumprimento de preceito fundamento (Adpf 277) proposta pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino (Contee), para a qual o Precedente Normativo n° 119 da Seção Especializada  em Dissídios Coletivos (SDC) do TST afrontaria a Constituição, pois os sindicatos e confederações representariam os interesses das categorias, devendo o pagamento da contribuição ser estendido a todos os trabalhadores, sejam eles associados ou não. Continua na fonte: Jornal do Brasil.

Deixe um comentário

Arquivado em Artigos e entrevistas

Empresa deve justificar a utilização da revista pessoal

por Diego Trevisani

Um tema de bastante discussão no meio doutrinário e jurisprudencial é a utilização da revista no ambiente de trabalho. Em princípio, podemos extrair das discussões que as mencionadas inspeções se subdividem em revistas pessoais e/ou íntimas.

Este entendimento nos permite considerar que a revista pessoal é aquela que não viola a intimidade e a dignidade dos trabalhadores, ou seja, é aquela feita superficialmente, sem qualquer tipo de toque corporal ou exposição do trabalhador.

Os mais recentes julgados consideram perfeitamente aceitável este tipo de vistoria ou revista, sendo tal direito decorrente do poder fiscalizatório do empregador em defesa de seu patrimônio.

O que é absolutamente vedado, inclusive pelo artigo 373-A, IV da CLT, é a chamada “revista íntima”, caracterizada pela vistoria mais invasiva, inclusive das partes íntimas dos trabalhadores. Continua na fonte: Conjur.

Deixe um comentário

Arquivado em Artigos e entrevistas

(In)segurança do trabalho (152)

Você teria coragem de acender um cigarro ao lado de uma placa que diz: Cuidado, gás inflamável? Reprodução/Pleated Jeans

Deixe um comentário

Arquivado em (in)segurança no trabalho