Livros escritos atrás das grades

https://i0.wp.com/bibliotecadesaopaulo.org.br/wp-content/uploads/2013/09/prisao.jpg

Veja a seguir uma lista com obras que foram produzidas enquanto seus escritores estavam atrás das grades.

Dom Quixote de La Mancha, de Miguel de Cervantes* Dom Quixote foi produzido na prisão em Sevilha, em 1597, quando Cervantes, como coletor de impostos, foi preso por se apropriar de dinheiro público após diversas contas terem sido investigadas.

Memórias do cárcere, Graciliano Ramos* Publicado postumamente, este livro de memórias não chegou a ser concluído, faltando o capítulo final. Graciliano foi preso em 1936 devido ao seu envolvimento político com o comunismo. No livro, o escritor descreve os tipos de companhia que teve na cadeia, acontecimentos como a entrega de Olga Benário para a Gestapo, sessões de tortura aplicadas a Rodolfo Ghioldi, dirigente do Partido Comunista da Argentina, entre outros. Durante a prisão, diversas vezes Graciliano destrói ou afirma destruir as anotações que poderiam lhe ajudar a compor uma obra mais ampla. Também dá importância ao sentimento de náusea causado pela imundície das cadeias, chegando a ficar sem alimentação por vários dias, em virtude do asco.

Veja mais na fonte: Biblioteca de São Paulo.

Deixe um comentário

Arquivado em Literatura, Livros, Língua Portuguesa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s