Arquivo do dia: 21/08/2013

1010 maneiras de comprar livro sem dinheiro

divulgação

O projeto propõe que o dinheiro seja trocado por ações mais ou menos complexas que façam bem à comunidade

Uma iniciativa que começou como brincadeira no Dia do Livro quer fazer as pessoas repensarem no valor material que dão às coisas.

O dia do livro já foi comemorado (no dia 23 de abril), mas uma de suas iniciativas vale a atenção durante todo o ano. Ela surgiu na Espanha cerca de três anos atrás e tem o sugestivo nome de “1010 Ways To Buy A Book Without Money” ( ou 1010 Maneiras de Comprar Um Livro Sem Dinheiro).

A ideia é que, na data festiva, os livreiros e livrarias vendam seus produtos por ações que os clientes façam na hora. Cada livro ganha um “preço” como ligar para a mãe e declarar o amor por ela, fazer um moonwalk, convidar alguém para dançar na rua e até mesmo fazer algum desconhecido sorrir.

Mas a intenção do projeto, criado pela agência de publicidade Carlitos e Patricia, de Barcelona, não é promover a bizarrice ou fazer alguém passar vergonha. O objetivo é que todas as ações usadas como moeda de troca representem algo positivo para a sociedade. Há livros “caros”, por exemplo, que custam uma doação de sangue ou uma promessa de abandonar o cigarro.

A ideia já saiu de Barcelona. Neste ano, edições do evento aconteceram em diversas cidades do mundo, sempre com a intenção de incentivar a troca de ações por livros. A meta do projeto, contudo, é que outros objetos e serviços passem a ser “vendidos” da mesma forma. Assim, seria espalhada entre as pessoas a cultura do “buy without money” e elas poderiam repensar no valor (quase sempre material) que dão às coisas. Fonte: Catraca Livre.

 

Deixe um comentário

Arquivado em Literatura, Livros, Língua Portuguesa

Le Lis Blanc faz acordo para combate a trabalho degradante

Dona da Le Lis Blanc fiscalizará fornecedores

A empresa Restoque (dona das grifes Le Lis Blanc e Bo.Bô) assinou um termo de ajustamento de conduta com o Ministério Público do Trabalho em que se compromete a combater o trabalho degradante, forçado e precário em seus fornecedores diretos e subcontratados.

Fiscalização feita em junho em São Paulo encontrou 28 bolivianos em condições de trabalho análogas à escravidão em três oficinas que confeccionavam roupas das grifes Le Lis Blanc e Bo.Bô (Bourgeois e Bohême).

“Com o termo, a empresa reconhece as irregularidades e se compromete a se ajustar. Caso o descumpra, pagará multas. Vamos fiscalizar”, disse o procurador do Trabalho Tiago Muniz Cavalcanti.

Ao ser ouvido ontem por deputados estaduais na Comissão de Direitos Humanos, o diretor-geral de operações da Restoque, Livinston Bauermeister, disse que a empresa não sabia da exploração.

“Notificamos os dois fornecedores que subcontrataram as oficinas. Não compactuamos com isso e fiscalizaremos 55 fornecedores por mês.” Fonte: Folha de São Paulo.

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias gerais

Boate que obrigava a dançarina a ingerir bebida alcóolica foi condenada em R$ 100 mil por acidente com morte

Inconformado com a sentença proferida pelo Juízo da 3ª Vara do Trabalho de Piracicaba, que julgou improcedentes os pedidos de vínculo de emprego e danos morais, recorreu o espólio da reclamante, uma jovem de 25 anos que trabalhou durante nove meses como dançarina e acompanhante de clientes numa conhecida casa noturna de Piracicaba. O recurso do espólio defendeu a tese de que houve cerceamento de defesa, impossibilitando a comprovação de que a ingestão de bebida alcoólica era “obrigatória” durante o serviço, o que configuraria, segundo o recurso, a culpa da reclamada no acidente.

 A reclamante morreu de uma queda, ocorrida quando, alcoolizada, tentava entrar em seu quarto escalando a janela do prédio por meio de um quarto contíguo. A queda causou graves ferimentos na jovem, que permaneceu por meses sem movimentos do pescoço para baixo.

 O espólio afirmou, em seu recurso, que “a inquirição das testemunhas comprovaria que a ausência de consumo de bebidas – que eram pagas pelos clientes e representavam a maior parte dos lucros da reclamada – acarretava o pagamento de multa por parte das trabalhadoras”. Segundo afirmou, a “ausência de consumo acarretava o desconto de R$ 50 do valor a ser recebido. Por outro lado, caso a cota de consumo diário fosse atingida, a trabalhadora faria jus a uma gratificação no mesmo valor”. Continua na fonte: TRT/15.

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias jurisprudenciais

TST confirma validade de e-mails em detrimento de prova testemunhal

A Sétima Turma do TST confirmou decisão que atribuiu à correspondência eletrônica trocada entre os litigantes valor de prova maior do que os depoimentos prestados pelas testemunhas de uma reclamação trabalhista. O profissional da área de marketing não conseguiu comprovar vínculo de emprego com uma das seis empresas que apontou como responsáveis por dívidas trabalhistas decorrentes de sua contratação, cuja remuneração era de R$25 mil. Continua na fonte: TST.

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias jurisprudenciais

Procurador-Chefe do MPT/RN fala para alunos de escolas públicas

Procurador do Trabalho Rosivaldo Oliveira destacou importância dos EPIs

Como parte das atividades do Programa Trabalho, Justiça e Cidadania, foram proferidas palestras sobre saúde do trabalhador e trabalho infantil

O procurador-chefe do Ministério Público do Trabalho no Rio Grande do Norte (MPT/RN), Rosivaldo da Cunha Oliveira, esteve ontem, 20 de agosto, nas Escolas Estaduais Anísio Teixeira e Floriano Cavalcanti, como parte das atividades do Programa Trabalho, Justiça e Cidadania (PTJC). Na primeira escola, onde falou sobre saúde e segurança do trabalhador, foi recebido por aproximadamente 80 alunos. Na Escola Floriano Cavalcante, o procurador proferiu palestra a respeito do trabalho infantil e aprendizagem para mais de 40 estudantes, contando com a presença de professoras integrados à execução do PTJC e da diretora.

Nas duas escolas, ele ressaltou a importância do PTJC, que leva noções de direito do trabalho e de cidadania para integrantes da rede pública estadual de ensino. Ao falar sobre trabalho infantil, o procurador-chefe combateu a ideia de que trabalhar na infância ou na adolescência é bom para formar o cidadão. “O Globo Repórter exibido em 9 de agosto fez parecer que o trabalho na adolescência não é prejudicial, mas há que se observar os requisitos exigidos para esse tipo de trabalho, que só pode ser exercido a partir dos 14 anos e na condição de aprendiz, contrato este que possui regras específicas para evitar a exploração da mão de obra do adolescente”, alertou Rosivaldo Oliveira. Continua na fonte: Ascom MPT/RN.

Veja também no site do TRT/21.

Deixe um comentário

Arquivado em Eventos

Condenação sobre amianto na Itália é referência para o Brasil

Antigo dono da Eternit europeia, o suíço multimilionário Stephan Schmidheiny foi condenado a 18 de prisão pela morte de 3 mil pessoas

A ação civil pública que o Ministério Público do Trabalho (MPT) move contra a Eternit S.A. em R$ 1 bilhão por dano moral coletivo e a obrigação de custear serviços médicos dos ex-empregados da fábrica de Osasco tem como paradigma o processo de Turim, na Itália. Em fevereiro de 2012, o antigo dono da multinacional na Europa, o suíço Stephan Schmidheiny, e seu ex-dirigente, o barão belga Jean-Louis Marie Ghislain de Cartier de Marchienne, foram condenados a 18 anos de prisão por crime de desastre doloso e culpados pela morte de 3 mil pessoas.

Na corte de Turim ficou comprovado que eles sabiam do potencial cancerígeno do amianto, mas foram omissos, mantiveram indústrias abertas e ignoraram medidas sérias de proteção aos empregados. Os réus também foram obrigados a pagar pelo menos 95 milhões de euros em indenizações. A pena inicial era de 16 anos, mas, em 2013, foi ampliada em mais dois. Em maio passado o barão morreu.

Outras ações semelhantes são movidas em vários países da Europa. A referência também é válida para o Brasil. O MPT considera o julgamento de Turim como marco judicial internacional histórico. “As instituições italianas desvelaram, sob o enfoque objetivo, uma tecnologia e sua respectiva dinâmica empresarial poluidora as quais foram expandidas, de modo padronizado, por todo o planeta. Assim, foram replicados idênticos desastres dolosos em todos os estabelecimentos onde se instalou”, argumenta o texto da ação. Continua na fonte: PGT.

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias jurisprudenciais

Suplente de cargo de direção da CIPA tem direito a estabilidade

A estabilidade provisória do empregado eleito para cargo de direção da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes – CIPA protege o trabalhador da dispensa arbitrária, assim como ao seu suplente. Isso foi estabelecido pelo legislador porque as atribuições da CIPA dentro da empresa podem gerar desavenças e conflitos entre seus membros e o empregador. Adotando esse entendimento, expresso no voto do desembargador Rogério Valle Ferreira, a 6ª Turma do TRT-MG negou provimento ao recurso da reclamada e manteve a sentença que a condenou ao pagamento de indenização ao trabalhador. Continua na fonte: TRT/3.

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias jurisprudenciais

Juízes do Trabalho criticam projeto de terceirização que tramita no Congresso

A terceirização que está sendo proposta no Projeto de Lei 4.330/2004 vai criar uma massa de trabalhadores sem organização ou com organização sindical deficiente, levando a subcategorias, com reduzida ou nenhuma proteção coletiva. A avaliação é do presidente da Associação dos Magistrados da 4ª Região (Rio Grande do Sul), juiz Daniel de Souza Nonohay.

Em Nota Pública divulgada nesta terça-feira (20/8), Nonohay e demais dirigentes da entidade afirmam que o PL, se aprovado pelo Congresso Nacional, ‘‘escancarará um objetivo de supressão dos direitos sociais, atendendo unicamente a uma necessidade econômica e de mercado’’.

Leia a Nota. Fonte: conjur

Deixe um comentário

Arquivado em Artigos e entrevistas

Choque de gerações

Fonte: Viciados em Livros

Deixe um comentário

Arquivado em Literatura, Livros, Língua Portuguesa

“A Literatura não pode mudar o mundo…

“A Literatura não pode mudar o mundo, mas a minha geração achava que sim… Em todo caso, se a Literatura mudar pessoas, isto já é suficiente. E ela muda.” Moacyr Scliar. Veja mais sobre o autor aqui.

Deixe um comentário

Arquivado em Frases-na-literatura