Polícia apreende livro na casa de suspeito de vandalismo alegando que “demonstra o perfil” do suspeito

IMG_7549A Polícia Civil do Rio de Janeiro realizou na manhã desta quarta-feira (26) busca e apreensão na casa de Arthur dos Anjos Nunes, 21, em Itaboraí. Além de facas, martelos, soco inglês e “nunchaku” (arma de artes marciais), agentes recolheram um livro sobre a história punk.

Entre o material apreendido estava o livro “Mate-me por favor” (L&PM), dos norte-americanos Legs McNeil –jornalista que batizou o movimento punk– e Gillian McCain. A publicação conta a história do movimento punk com entrevistas de artistas do estilo.

De acordo com o delegado Mario Andrade, o livro, além das fotos e cartazes apreendidos, “demonstram o perfil” do suspeito. “[O livro foi apreendido] para demonstrar a ideologia dele frente a nação brasileira, de defesa da anarquia”, disse o delegado. Continua na fonte: Folha de São Paulo

1 comentário

Arquivado em Literatura, Livros, Língua Portuguesa

Uma resposta para “Polícia apreende livro na casa de suspeito de vandalismo alegando que “demonstra o perfil” do suspeito

  1. Triste. Isso só dá argumento para defender o que alguns chamam de vândalos e marginais. Existe depredação, e também existe ação direta! (grafite, intervenção urbana, estêncil, etc) Ninguém pode ser preso por uma ação direta dentro de uma manifestação de protesto! Ninguém pode ter sua casa revirada e usada contra si porque estava na rua protestando! Sei lá como vão separar A de B, mas tem que separar!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s