PEC reduz em 7 mil total de empregados domésticos no Distrito Federal

Para os especialistas, essa queda está associada à mudança na lei, que igualou os direitos dos trabalhadores aos dos demais profissionais. Impacto nas contas teria motivado eventuais cortes

A Emenda à Constituição nº 72, conhecida como PEC das Domésticas, entrou em vigor no mês passado e já afetou o número de profissionais da capital do país. Apenas entre março e abril, de acordo com a Pesquisa de Emprego e Desemprego do Distrito Federal (PED-DF), foram 7 mil trabalhadores a menos (veja o gráfico). Atualmente, apenas 79 mil pessoas atuam no ramo em todo o Distrito Federal — a marca é a menor dos últimos 10 anos. O texto aprovado pelo Congresso Nacional e sancionado pela presidente Dilma Rousseff estende os direitos regidos pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), como férias remuneradas, jornada de 44 horas semanais e hora extra aos empregados domésticos.

Para a economista do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), Adalgisa Amaral, muitas famílias ficaram inseguras com as novas regras. “A emenda foi um avanço para esses profissionais, mas muitos patrões ainda não sabem em quanto a mudança vai onerar o orçamento doméstico, já que alguns pontos ainda estão indefinidos, como o adicional noturno. Com certeza, a normatização teve impacto nessa queda.” Fonte: Correio Braziliense

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias gerais

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s