Arquivo do dia: 28/05/2013

Para que serve uma livraria?

Um especialista acredita que as lojas desaparecerão no futuro. Mas elas já começaram a se reinventar

Por Danilo Venticinque

Uma das grandes vantagens de ser jornalista é poder falar com especialistas em qualquer assunto. Não importa qual área do conhecimento te interessa: há sempre dezenas de americanos que dedicam sua vida àquilo e são capazes responder a qualquer pergunta. Nas horas vagas, preveem o futuro. Falar com eles costuma ser uma experiência enriquecedora, mas suas más notícias sobre os anos vindouros podem aborrecer qualquer um.

A previsão mais perturbadora que ouvi de um entrevistado surgiu numa conversa sobre livros digitais. O entrevistado era o americano Bob Stein, presidente do Instituto para o Futuro do Livro. (Sim, podemos dormir tranquilos: existe um instituto dedicado a isso.) Entre uma pergunta e outra sobre os diferentes formatos de e-books, suas vantagens e desvantagens, Stein comentou casualmente que as livrarias iriam acabar. Com o sucesso das vendas de livros digitais e a adesão dos consumidores ao comércio eletrônico, elas tinham se tornado inúteis.

Ao ouvir a previsão, engasguei. Stein percebeu do outro lado da linha e hesitou por um instante. Era um momento inusitado. Repórteres costumam ficar felizes quando um entrevistado diz uma frase de impacto. Ele logo percebeu que esse não era o meu caso, e começou um esforço desajeitado para me consolar. Reelaborou sua opinião de forma mais otimista, como se tentasse convencer uma criança de que fadas existem, ou de que a mãe do Bambi não estava morta. A frase publicada na minha reportagem acabou sendo esta: “As livrarias não desaparecerão, mas deixarão de ser apenas pontos de venda.” Eu não estava pronto para acreditar na primeira frase, nem convencido o suficiente para dividi-la com os leitores. (continua) Fonte: Época

Deixe um comentário

Arquivado em Artigos e entrevistas

Escritor Mia Couto ganha Prémio Camões

    O vencedor do prémio literário mais importante da criação literária da língua portuguesa é o escritor moçambicano autor de livros como Raiz de OrvalhoTerra Sonâmbula A Confissão da Leoa . É o segundo autor de Moçambique a ser distinguido, depois de José Craveirinha em 1991.               

O júri justificou a distinção de Mia Couto tendo em conta a “vasta obra ficcional caracterizada pela inovação estilística e a profunda humanidade”, segundo disse à agência Lusa José Carlos Vasconcelos, um dos jurados.

A obra de Mia Couto, “inicialmente, foi muito valorizada pela criação e inovação verbal, mas tem tido uma cada vez maior solidez na estrutura narrativa e capacidade de transportar para a escrita a oralidade”, acrescentou Vasconcelos. Além disso, conseguiu “passar do local para o global”, numa produção que já conta 30 livros, que tem extravasado as suas fronteiras nacionais e tem “tido um grande reconhecimento da crítica”. Os seus livros estão, de resto, traduzidos em duas dezenas de línguas. (continua) Fonte: Publico

Leia mais sobre Mia Couto

Deixe um comentário

Arquivado em Literatura, Livros, Língua Portuguesa

Livros digitais grátis na Saraiva

Para baixar grátis na Livraria Saraiva online. Clique aqui para acessar os diversos títulos disponíveis. Fonte: Livros e Afins

Cidade dos Homens de Elena Soárez / Imprensa Oficial (Edição Digital)

Contador de histórias de  Sergio Roberto Arruda / Imprensa Oficial (Edição Digital)

A Cartomante de Wagner de Assis / Imprensa Oficial (Edição Digital)

Deixe um comentário

Arquivado em E-books, Bibliotecas Digitais

Comissão da Câmara discute proposta de aposentadoria especial para frentistas

Trabalhadores da construção civil também poderão receber benefício, se propostas forem aprovadas na Câmara

A Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público realiza audiência pública hoje, às 14h30, sobre as propostas que tramitam na Câmara e criam aposentadoria especial para os trabalhadores da construção civil e frentistas. O evento ocorrerá no Plenário 8.

O deputado Daniel Almeida (PCdoB-BA), que sugeriu o debate, afirma que “as atividades profissionais exercidas tanto no âmbito da construção civil quanto dos postos de combustíveis são caracterizadas como especiais e notadamente penosas e perigosas”. (continua) Fonte: Ag. Câmara

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias legislativas

Biblioteca em parque, no Japão, tem formato de cogumelo

Em Kyoto (Japão), podemos encontrar uma biblioteca muito peculiar, pois têm o formato de um cogumelo. Fica localizada num parque e o empréstimo de livros é livre. Como podemos verificar nas imagens, esta bibioteca é muito atrativa principalmente para as crianças.

Fonte: Balcão de Biblioteca

Deixe um comentário

Arquivado em Ciência da Informação: Biblioteconomia e arquivologia

Atleta do ABC que rompeu ligamentos não receberá indenização por estabilidade acidentária

  A Terceira TST manteve decisão que negou a um ex-zagueiro do ABC Futebol Clube, do Rio Grande do Norte, a pretensão de receber indenização correspondente ao período de estabilidade por acidente de trabalho. O atleta ficou afastado dos treinamentos e jogos devido ao rompimento dos ligamentos do joelho direito, mas o entendimento foi o de que a estabilidade era incompatível com seu pedido de desligamento do clube, ocorrido no mesmo período.

O atleta profissional Ben Hur, atualmente defendendo o Clube Recreativo e Atlético Catalano (CRAC), de Goiás, contou na reclamação trabalhista que sofreu a lesão no joelho em setembro de 2009, durante um exercício no centro de treinamento do ABC, em Natal (RN). Após tratamento médico, foi submetido a uma cirurgia para reparação do ligamento e ficou afastado de outubro de 2009 a março de 2010, data em que deu ciência ao clube do fim de concessão do auxílio acidentário em razão de alta médica. (continua) Fonte: TST

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias jurisprudenciais

Hoje, videochat da Câmara sobre PEC que restringe poder de investigação do MP

A Coordenação de Participação Popular da Câmara promove um videochat nesta terça-feira (28), das 11 às 12 horas, para discutir a proposta que restringe os poderes de investigação do Ministério Público (MP), delegando o poder de condução das investigações criminais aos delegados das polícias Civil e Federal.

O deputado Fábio Trad (PMDB-MS), relator da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 37/11, do deputado Lourival Mendes (PTdoB-MA), vai responder às perguntas dos internautas. A proposta foi aprovada por comissão especial no ano passado e está pronta para ser votada pelo Plenário.

“A PEC 37 é o tema mais polêmico que hoje reina na Câmara dos Deputados. Ela está dando a oportunidade para que a sociedade entenda qual a função da polícia e a função do Ministério Público”, diz Trad. (continua) Fonte: Ag. Câmara

Para participar do videochat, acesse o link que estará disponível na portal Câmara Notícias a partir das 11 horas da terça-feira (28).

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias legislativas

25 trabalhadores em condições análogas à escravidão foram regatados em obra do governo no MA

Segundo o MPT, 25 resgatados atuavam na construção do Arraial da Loga, onde será a festa oficial de São João do Esatado. Trabalhadores receberão seus direitos e seguro-desemprego.

Trabalhadores estavam alojados em condições improvisadas (Foto: Reprodução/TV Mirante)Trabalhadores estavam alojados em condições improvisadas (Foto: Reprodução/TV Mirante)

Vinte e cinco trabalhadores foram resgatados, em São Luís,  na tarde de segunda-feira (27), de condições análogas à escravidão. Eles atuavam na construção do Arraial da Lagoa, espaço onde acontecerá a  programação oficial de São João do governo do Estado. Segundo o Ministério Público do Trabalho (MPT), dentre os resgatados, estava um jovem de 17 anos.

A obra acabou embargada após vistoria realizada pela Procuradora Anya Gadelha, dois auditores fiscais do Trabalho e apoio da Polícia Federal. Os trabalhadores estavam no local a pelo menos duas semanas. Todos teriam sido recrutados em Penalva, município da Baixada Maranhense. (continua) Fonte: G1 MA

 

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias gerais

Rescisão indireta não implica renúncia da estabilidade provisória de integrante da CIPA

A estabilidade provisória no emprego conferida ao membro da CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes), desde o registro da candidatura até um ano após o final do mandato, nos termos do artigo 10, inciso II, alínea “a”, do Ato das Disposições Constitucionais Transitória, é direito fundamental dos trabalhadores, relacionado com o direito à saúde e segurança no trabalho. Por essa razão, não é passível de renúncia, sendo garantido o direito à indenização referente ao mandato de cipista quando reconhecida a rescisão indireta do contrato de trabalho. (continua) Fonte: TRT/3

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias jurisprudenciais

Genocídio cultural: Videla, o ditador que queimava bibliotecas

 A morte do general Jorge Rafael Videla, ocorrida nesta sexta-feira dia 17 de maio, salvou o ex-ditador de ser julgado neste ano por “genocídio cultural”, uma nova figura jurídica que debutaria no julgamento que transcorreria na cidade de Rosário, província de Santa Fe.

Videla, de 87 anos,condenado em 2010 à prisão perpétua por torturas, sequestros e assassinatos durante a ditadura militar (1976-83), também estava sendo acusado de ser o responsável pelo saque e queima dos 80 mil livros da Biblioteca Popular Constancio Vigil no dia 25 de agosto de 1977 em Rosario.

Grande parte dos livros dessa biblioteca – que valeria hoje US$ 40 milhões – foram queimados por serem considerados “subversivos” pelos militares. Outra parte foi roubada e revendida pelos oficiais. O caso desta biblioteca também foi enquadrada na área de delitos econômicos da ditadura. “O ataque foi pensado e planejado para destruir a obra educativa e cultural, e atrás disso estava também a intenção de negociatas”, afirmou o promotor Gonzalo Stara.

O julgamento estava marcado para meados neste ano, embora não tenha uma data definida, segundo fontes da Assembleia Permamente de Direitos Humanos de Rosario. Outros envolvidos no caso da destruição da biblioteca serão levados ao banco dos réus. (continua) Fonte: O Estado de São Paulo

Deixe um comentário

Arquivado em Ciência da Informação: Biblioteconomia e arquivologia