MPT/RN participou de mesa-redonda sobre saúde do trabalhador

A procuradora do Trabalho Marcela Asfóra foi uma das palestrantes. O debate aconteceu na UFRN, como parte da programação do XVIII Seminário de Pesquisa do CCSA

O projeto Vidas Paralelas, coordenado por Geolípia Jacinto, promoveu ontem, 23 de maio, a mesa-redonda “Participação Social e Saúde do Trabalhador”, na Sala C1 do Setor 1 da Universidade Federal no Rio Grande do Norte (UFRN). O debate integra a programação do XVIII Seminário de Pesquisa do Centro de Ciências Sociais Aplicadas (CCSA) e contou com a participação do Ministério Público do Trabalho no Rio Grande do Norte (MPT/RN), representado pela procuradora do Trabalho Marcela Asfóra.

Além da procuradora, participou da mesa-redonda a coordenadora do projeto, Geolípia Jacinto, que também atua como coordenadora adjunta do Fórum Estadual de Proteção ao Meio Ambiente do Trabalho (Fepmat). A mesa foi dirigida pela professora Maria Teresa Pires Costa, do Departamento de Ciências Administrativas (Depad).

Para a procuradora do Trabalho, “a Universidade é um centro importante de controle social, capaz de alterar uma realidade e auxiliar na elaboração de estratégias que proporcionem melhores condições de saúde e segurança para o trabalhador,” destacou em sua palestra. Na oportunidade, Geolípia Jacinto também ressaltou a importância do controle social, apresentando as conquistas obtidas através do projeto Vidas Paralelas nessa área, dentro do estado.

Projeto Vidas Paralelas – Criado em 2007, trata-se de projeto desenvolvido em vários estados do país, incluindo o Rio Grande do Norte, com o objetivo de ampliar e melhorar os processos de promoção da saúde e segurança do trabalhador, o que ocorre através de uma rede de apoio constituída por integrantes dos Centros de Referência em Saúde do Trabalhador, das Universidades, trabalhadores e outros órgãos públicos responsáveis pela proteção à saúde do trabalhador. Teve início com a finalidade de reunir imagens, experiências e saberes de trabalhadores formais e informais, de modo a contribuir nos processos educativos e na formulação de políticas públicas em defesa dos trabalhadores.  Fonte: Ascom MPT/RN

Deixe um comentário

Arquivado em Eventos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s