Arquivo do dia: 16/05/2013

Entrevista com Mario Vargas Llosa

Em entrevista ao programa Roda Viva, da TV Cultura, nesta segunda-feira (13/5), o escritor peruano Mario Vargas Llosa falou sobre a relação entre literatura e política. Para ele, é necessário que a literatura aborde temas políticos sem virar um objeto de propaganda. O escritor contou a influência que teve de autores como Tolstoi, Balzac e Dickens e revelou que Os Sertões, romance de Euclides da Cunha sobre a Guerra de Canudos, é um dos livros que mudou sua vida. Durante a entrevista ele também falou sobre Pablo Neruda, Gabriel García Márquez, Julio Cortázar, Jorge Luis Borges e comentou sobre o futuro dos livros digitais.

Clique aqui e assista a entrevista do programa Roda Viva na íntegra. Fonte: Biblioteca da São Paulo

Deixe um comentário

Arquivado em Fotos, audios e vídeos, Literatura, Livros, Língua Portuguesa

Reportagem especial: “Lavadinha na campa, senhor?”, o trabalho infantil em cemitérios

Por todo o Brasil, crianças e adolescentes vão aos cemitérios nos dias mais movimentados e oferecem aos visitantes o serviço de limpeza das lápides de seus entes queridos

Por Igor Ojeda, da Repórter Brasil

Boné bordado com o rosto sorridente do Coringa (o inimigo do Batman), camiseta vermelha estampada, bermuda escura de surfista, fitinha do Senhor do Bonfim no tornozelo… pés descalços. O garoto tímido, de seus 12 anos, sobe na lápide suja e começa a varrer as folhas secas que a cobrem. “Vou pegar água”, diz. Desce, pega o balde laranja e some por alguns minutos pelo “labirinto” do cemitério da Quarta Parada, no bairro da Água Rasa, Zona Leste de São Paulo (SP). Com esforço, volta segurando o recipiente quase transbordando e começa a despejar seu conteúdo sobre a lápide.

Em seguida, espalha dois tipos de detergentes sobre o local, pega a vassoura e esfrega. Nada escapa, nem mesmo a imagem de Nossa Senhora que adorna o túmulo. Joga um pouco mais de água e começa a tirar o excesso com a ajuda de um rodo. Mais água, mais rodo. Enrola neste um pano de chão com aspecto de recém-comprado e o esfrega na superfície úmida. “Acho que pode jogar mais um pouco de água, não?”, pergunta a senhora que “contratou” o serviço. O menino desce, pega o balde e some novamente. (continua) Fonte: Repórter Brasil

Deixe um comentário

Arquivado em Artigos e entrevistas

A PEC 37 e a “emepêfobia” ou “que tal uma outra PEC”? Por Lenio Luiz Streck

Explicação propedêutica
A coluna de hoje deveria tratar da parte II do “Cego de Paris”, em que desmi(s)tificaria (e ainda o farei) o “princípio” (sic) da verdade real. Mientras tanto, por ter estado na Colômbia en clases naUniversidad Javeriana, tive contato com o sistema acusatório por lá implantado, em que o Ministério Público tem um relevante papel na investigação criminal, com poderes, inclusive, para decretar escutas e condução de testemunhas.

Por isso, uma vez que estão ocorrendo reuniões — no Congresso Nacional — para “aprimorar” (sic) a PEC 37, tenho por obrigação trazer algumas observações sobre a temática. Por isso, peço que os leitores me perdoem por não trazer, hoje, a parte II da coluna do Cego de Paris

Além disso, a presente coluna também tem o condão de fechar alguns gaps facilmente encontrados nos pareceres dos professores Ives Gandra Martins e José Afonso da Silva, ambos no sentido de que a Constituição do Brasil não autoriza o Ministério Público a investigar (sic). Ao que li, aparece, ali, a ponta do iceberg de uma espécie de “emepêfobia” que se forma no Brasil (não por parte de Gandra e Silva, mas por aí afora…). Surpreende-me, em ambos pareceres, a ausência do tempo e da história. Faltou uma boa dose de Spinosa, Weber e Gadamer, enfim, os efeitos da história sobre todos nós — não é que devessem ser citados tais autores; deviam estar presentes, sim, como vozes silentes). De todo modo, se considerarmos que a dogmática jurídica é cronofóbica e factumfóbica, também esse gap é facilmente compreensível. Estranho os pareceristas não falarem da Alemanha, da Itália, do México e da Colômbia (aliás, como se o Brasil fosse um país autóctone, fechado em si mesmo, nada precisando do que tem sido feito de bom na área da investigação criminal). Estranho também os eminentes pareceristas não falarem de prognoses (aliás, a PEC 37, se aprovada, é inconstitucional exatamente pela ausência de prognose). Aliás, por falar em prognose (razões e motivos para a aprovação da PEC), vale citar o comentário do governador paulista, na Folha de S.Paulo, sobre “o grau de roubalheira e de impunidade” (sic): “O controle é zero. O sujeito fica rico, bilionário… e nada acontece. O povo não sabe de um décimo do que se passa contra ele [o povo]”. Então, pergunto: com a PEC o grau de impunidade baixará? Ora, onde está a prognose? Na Alemanha, a falta de prognose torna inconstitucional uma lei ou emenda à Constituição. (continua na fonte: Conjur)

Deixe um comentário

Arquivado em Artigos e entrevistas

Cartilha: MPT de A a Z

MPT de a a z

A cartilha MPT de A a Z, direcionada a jornalistas e aos demais profissionais de comunicação, apresenta, de forma didática e simplificada, a atuação, as atividades, as parcerias e a importância do Ministério Público do Trabalho para a sociedade brasileira. Clique aqui para acessar o arquivo digital.

Deixe um comentário

Arquivado em E-books, Bibliotecas Digitais

Documentário aborda tráfico internacional de pessoas

Programa The Fighters fala do abuso sexual de jovens mulheres nas Filipinas
Iconic fighters saving kidsThe Fighters/CNN
Brasília – O canal por assinatura CNN Internacional exibe nos próximos dias 17 e 18 de maio o programa especial The Fighters, que trata do tráfico de pessoas. Em duas partes, com uma hora de duração cada uma, o programa acompanha a jornada da ativista de direitos humanos Cecilia Flores-Oebanda na tentativa de convencer a estrela do boxe filipino, Manny Pacquiao, a se juntar a ela na luta contra a exploração de jovens mulheres no país.
O programa explora temas relacionados a justiça social e globalização, assim como oferece um panorama sobre os prós e contras inerentes a uma parceria com celebridades em questões sociais. The Fighters permite um olhar único do combate ao tráfico humano através dos olhos daqueles que arriscam suas vidas para que outros possam viver as suas com liberdade.
Assista à Parte Um de The Fighters na CNN no dia 17 às 18h, com reprise no dia 18 à uma da manhã e às 7h; e à Parte Dois no dia 18, às 18h, com reprise à uma da manhã e às 7h.
Projeto Liberdade – O programa é produzido e narrado por Leif Coorlim, editor executivo do CNN Freedom Project. O CNN Freedom Project produz documentários, relatórios e artigos originais sobre tráfico de pessoas em todas as suas formas – servidão por dívida na Índia para o tráfico sexual no Sudeste da Califórnia e escravos africanos no deserto do Sinai.
Mais informações: http://www.cnn.com/thefighters http://thecnnfreedomproject.blogs.cnn.com/ Fonte: Ascom MPT

Deixe um comentário

Arquivado em Fotos, audios e vídeos

Mandado de segurança pode suspender concurso do MPU

 Candidatos assistem a aula preparatória em cursinho: mais de 238 mil pessoas se inscreveram para o certa
O Sindicato Nacional e a Associação dos Servidores do Ministério Público Federal protocolaram no Supremo Tribunal Federal (STF) mandado de segurança coletivo com pedido de liminar contra a portaria 122/2013, assinada pelo procurador-geral da República. Ela altera a nomenclatura e, principalmente, as atribuições dos cargos de analista processual e técnico administrativo do Ministério Público da União. Alegando que o ato é ilegal e imposto sem diálogo entre as partes, os representantes da categoria querem não só sua anulação, mas também que o concurso do MPU – com provas previstas para este domingo (19) – seja impedido.
Segundo a portaria, técnicos e analistas poderão exercer atividades básicas de diversas outras especialidades a critério da Administração, ou seja, quando achar necessário o órgão poderá designar um servidor analista para atuar como um perito. Porém, o sindicato e a associação dos servidores afirma que a portaria não tem validade, já que, segundo o próprio STF, as alterações nas atribuições dos cargos públicos devem ser feitas por meio de leis. A portaria também incitaria o desvio de função e enriquecimento ilícito por parte da Administração, pois ao indicar servidores para o desempenho de atividades que não lhe foram antes destinadas poderia justificar o recebimento de gratificação especial. (continua) Fonte: Correio Web

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias gerais

Fundacentro lança RBSO sobre assédio moral no trabalho

capa RBSO.jpg

A Fundacentro fará o lançamento da Revista Brasileira de Saúde Ocupacional – RBSO, edição nº 126, em 28 de maio, às 13h15, em São Paulo. A publicação traz o dossiê temático “Assédio Moral no Trabalho”. Durante o evento, autores e editores falarão sobre questões abordadas na revista.

Serão dois painéis. O primeiro traz a discussão: “Conceitos, contextos e determinantes do assédio moral no trabalho”. Participarão da mesa os pesquisadores Angelo Soares (UQAM/Montreal), Juliana Andrade (Fundacentro), Carlos Eduardo Vieira (PUC/MG) e Selma Venco (Unimep). A coordenação será feita pelo editor científico da RBSO, José Marçal Jackson Filho.

“Casos e intervenções em assédio moral no trabalho” é o tema do segundo painel. A mesa será composta por Lena Rodrigues Soares (Unifesp), Regina Heloísa Maciel (Unifor/CE) e Débora Glina (USP). A tecnologista da Fundacentro Cristiane Queiroz Lima coordenará essa atividade.

Para se inscrever e ver a programação, basta acessar a página da Fundacentro: Eventos e Calendário

Sobre a RBSO

Este periódico destina-se à difusão de artigos técnico-científicos sobre Segurança e Saúde do Trabalhador (SST). O objetivo é que seu conteúdo contribua para a melhoria das condições de trabalho, à prevenção de acidentes e doenças do trabalho. Também se espera que dê subsídios à discussão e à definição de políticas públicas relacionadas ao tema. Criada em 1973, a Revista Brasileira de Saúde Ocupacional comemora 40 anos em 2013. Clique aqui para acessar os fascículos anteriores da RBSO.

Fonte: Cristiane O. Reimberg / Gabinete da Presidência – Fundacentro

Deixe um comentário

Arquivado em E-books, Bibliotecas Digitais

CAS aprova projeto que promove igualdade profissional da mulher

A Comissão de Assuntos Sociais (CAS) aprovou, nesta quarta-feira (15), substitutivo a projeto de lei do senador Inácio Arruda (PCdoB-CE) com objetivo de promover igualdade de gênero no âmbito profissional. A proposta prevê medidas que asseguram à mulher iguais condições de acesso, permanência e remuneração nas relações de trabalho, tanto no meio urbano como no rural. Agora, a proposta será encaminhada à Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) e, posteriormente, em decisão terminativa, à Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH).

Pelo texto aprovado na CAS, as diferenças e especificidades inerentes à condição feminina não justificarão tratamento diferente no trabalho. Práticas discriminatórias contra a mulher, segundo a proposta, darão direito à indenização em favor da vítima, sem prejuízo da ação penal cabível. Em seu parecer, a relatora do projeto de lei do Senado (PLS 136/2011), senadora Ana Amélia (PP-RS), ressaltou que discriminação impede a mulher de alcançar o mesmo sucesso profissional que o homem.

– A discriminação dificulta a participação da mulher, nas mesmas condições que o homem, na vida política, social, econômica e cultural, além de restringir o pleno desenvolvimento das suas potencialidades para exercer seus direitos fundamentais, prestar serviços a seu país e à humanidade – observou a senadora. (continua) Fonte: Ag. Senado

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias legislativas

Empregada que engravidou durante treinamento em que foi reprovada garante estabilidade

Uma trabalhadora que engravidou durante o período em que estava fazendo treinamento profissional na Probank S.A. garantiu o direito à estabilidade no emprego, mesmo tendo sido reprovada ao final. A decisão foi tomada na sessão realizada hoje (15) pela Oitava Turma do Tribunal Superior do Trabalho.

De acordo com o Tribunal Regional do Trabalho da 24ª Região (MS), o vínculo entre a treinadora e a treinada ficou comprovado em razão de ter havido, nesse período, prática de digitação, função para qual a empregada seria contratada para prestar serviços como terceirizada na Caixa Econômica Federal. Afirmaram, também, que o fato de o trabalho ter sido prestado no período de treinamento não desnatura a relação como vínculo empregatício. (continua) Fonte: TST

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias jurisprudenciais

Autoridades resgatam 32 trabalhadores de escravidão em carvoaria de MG

Depois de denúncia, trinta e dois trabalhadores foram resgatados em situação de escravidão em carvoaria na Fazenda Chapadão da Zagaia, no município de Sacramento, Minas Gerais (Foto: Lilia Gomes/ Assessoria de Comunicação - MPT/RS)Depois de denúncia, 32 trabalhadores foram resgatados em situação de escravidão em carvoaria na Fazenda Chapadão da Zagaia, no município de Sacramento, Minas Gerais (Foto: Lilia Gomes/ Assessoria de Comunicação – MPT/RS)

Os trabalhadores foram encontrados durante operação conjunta do Ministério Público do Trabalho (MPT), do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) e da Polícia Federal, que teve início no dia 3 de maio.

O Ministério Público vai buscar os responsáveis e todos os envolvidos no processo de produção do carvão. “Além de cessar as irregularidades, vamos buscar a reparação dos danos sociais e individuais, por meio de indenizações pecuniárias”, informou o procurador do Trabalho Paulo Veloso, à frente do caso. (continua) Fonte: Época Negócios

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias gerais

80 bengaleses submetidos a trabalho escravo no DF

Estrangeiros ilegais e explorados
Polícia Federal encontra, em Samambaia, 80 bengaleses que vieram ao Brasil com a promessa de bons empregos e salários. Eles vivem em condições precárias. Investigadores apuram possível esquema de tráfico de pessoas e trabalho escravo

Pelo menos 80 bengaleses vivem em situação ilegal e precária em Samambaia. Investigação de um ano da Polícia Federal indica que os estrangeiros foram trazidos para o Brasil, por conterrâneos, com a promessa de conseguirem empregos e salários altos. Para saírem de Bangladesh, na Ásia, e desembarcarem na capital federal, desembolsaram até US$ 12 mil cada um. Eram recebidos por aliciadores, que estariam pagando o aluguel da casa em que eles moram. Ontem, durante a Operação Liberdade, agentes da PF cumpriram mandados de busca e apreensão e vão investigar um possível esquema de tráfico internacional de pessoas e até de trabalho escravo.

Muitos deles vivem como refugiados, inclusive os quatro aliciadores, de acordo com a polícia. Para a PF, as condições a que os bengaleses são submetidos podem ser consideradas análogas ao trabalho escravo. “Eles vêm com a promessa de receberem altos salários, pagam valores altos para viajarem e, aqui, por questões culturais e até de idioma, não conseguem empregos. Ficam dependendo dos coiotes e moram em casas pequenas com muitos deles”, detalha o delegado Dennis Cali, do Serviço de Repressão ao Trabalho Forçado da PF.  Fonte: Correio Braziliense

 

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias gerais

Roger Chartier: “Os livros resistirão às tecnologias digitais”

Especialista em história da leitura afirma que a Internet pode se transformar em aliada dos textos por permitir sua divulgação em grande escala
Cristina Zahar | Nova Escola

O francês Roger Chartier é um dos mais reconhecidos historiadores da atualidade. Professor e pesquisador da Escola de Altos Estudos em Ciências Sociais e professor do Collège de France, ambos em Paris, também leciona na Universidade da Pensilvânia, nos Estados Unidos, e viaja o mundo proferindo palestras. Sua especialidade é a leitura, com ênfase nas práticas culturais da humanidade. Mas ele não se debruça apenas sobre o passado. Interessa-se também pelos efeitos da revolução digital. “Estamos vivendo a primeira transformação da técnica de produção e reprodução de textos e essa mudança na forma e no suporte influencia o próprio hábito de ler”, diz.

Diferentemente dos que prevêem o fim da leitura e dos livros por causa dos computadores, Chartier acha que a internet pode ser uma poderosa aliada para manter a cultura escrita. “Além de auxiliar no aprendizado, a tecnologia faz circular os textos de forma intensa, aberta e universal e, acredito, vai criar um novo tipo de obra literária ou histórica. Dispomos hoje de três formas de produção, transcrição e transmissão de texto: a mão, impressa e eletrônica – e elas coexistem.” (continua na fonte: Pesquisa Mundi)

Deixe um comentário

Arquivado em Ciência da Informação: Biblioteconomia e arquivologia, E-books, Bibliotecas Digitais

Comprar um Tablet ou eReader?

https://i2.wp.com/ebookportugal.net/wp-content/uploads/2013/04/TabletPC-Vs-eReader1.jpg

Quer ler livros digitais e ainda está indeciso se o investimento deverá ser feito num ereader ou num tablet? Clique aqui e assista o vídeo. Fonte primária: Ebook Portugal Fonte secundária: Biblioteca UCS

Deixe um comentário

Arquivado em E-books, Bibliotecas Digitais