Arquivo do dia: 01/04/2012

POEMEU EFEMÉRICO – Millôr Fernandes

Viva o Brasil

Onde o ano inteiro

É primeiro de abril

Deixe um comentário

Arquivado em Diversos

Do Millôr (no dia da mentira)

“As pessoas que falam muito mentem sempre porque acabam esgotando seu estoque de verdades.”

Deixe um comentário

Arquivado em Diversos

100 mil gravações de shows. Tudo livre

Fonte: O Estado de S. Paulo. Data: 28/03/2012.

O Internet Archive acaba de atingir a marca de 100 mil gravações de shows ao vivo. Tudo em domínio público.

Estão ali shows de artistas como Smashing Pumpkins (com 902 gravações), Jack Johnson (138), Matisyahu (265) e Grateful Dead (com inacreditáveis 8,6 mil gravações).

É que o Grateful Dead foi o pioneiro nesse tipo de registro. Eles começaram nos anos 60 uma prática que hoje é corriqueira: permitiram que os fãs gravassem suas apresentações. A única exigência era que o registro não fosse usado para fins comerciais.


Grateful Dead em 1987 (foto: Wikipedia)

(Vale lembrar: o compositor do Grateful Dead, John Perry Barlow, foi um dos fundadores da Eletronic Frontier Foundation, uma das principais organizações que lutam por liberdade na web)

A prática se tornou corriqueira e chegou a outras bandas. Barlow adaptou a permissão de se gravar à web. Em 2002 o site que armazenava as gravações (o eTree.org) se tornou parte do Internet Archive. A proposta foi ousada: o Archive ofereceu ao projeto “armazenamento ilimitado, banda ilimitada, para sempre, de graça”.

Hoje a coleção completa, com registros ao vivo de 5,2 mil bandas, tem 112TB de música.

Confira: http://archive.org/details/etree

Deixe um comentário

Arquivado em Diversos

Artigo: Os burros e os pavões

Arnaldo Jabor. Fonte: O Estadão

Já houve um tempo em que a literatura era importante. As escolas literárias se digladiavam sobre estilos e temas, em busca de um sentido maior que nos definisse como país, dentro de um mundo ainda analógico. Um povo mestiço? Cultura ou barbárie? Civilização nos trópicos? Dilemas vividos pelos letrados de século passado, preocupados em fundar a nação brasileira. Roberto Ventura, um intelectual sério que já não está entre nós, nos mostrou, em seu livro Estilo Tropical, figuras como Silvio Romero, o crítico arrebatado, em luta contra tudo e contra todos, que pregava um ideário modernizante, combinando naturalismo e evolucionismo à causa da República. Brigou com todo o mundo, com Machado de Assis, José Veríssimo, Araripe Jr. e Joaquim Nabuco.

Veja íntegra

 

Deixe um comentário

Arquivado em Artigos e entrevistas